publicidade 1200x90
05/08/2019 às 13h07min - Atualizada em 06/08/2019 às 10h20min

Seminário sobre empreendedorismo feminino será apresentado no CEU no dia 09/08

Empreendedorismo feminino será o tema apresentado do seminário “Ela Pode”, que acontecerá no próximo dia 09/08, no Centro de Artes e Esportes Unificado (CEU), na Mumbuca. Promovido pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora (IRME) com o apoio da Prefeitura por meio da Secretaria de Participação Popular, Direitos Humanos e Mulher, o encontro traz temas importantes para a busca da realização pessoal como comunicação, liderança, negociação, finanças, networking, marca pessoal e ferramentas digitais.

O programa “Ela Pode” conta com o apoio do Google e tem o objetivo de capacitar cerca de 135 mil mulheres brasileiras, garantindo independência financeira. Em Maricá, desde o dia 17/07, quando se iniciaram as inscrições, aproximadamente 150 mulheres se candidataram para o seminário.

“Ele [o programa] visa empodera-las através da sua autonomia financeira, que é um dos pilares mais importantes para romper o ciclo da violência contra a mulher”, comentou Luciana Pireda, coordenadora de Políticas para as Mulheres, vinculada à pasta gestora.

Apoiadora do “Ela Pode” e uma das palestrantes do seminário, Sirley Neto, contou que tomou a iniciativa de trazê-lo para o município depois de participar de uma edição no Rio. De acordo com a moradora de São José do Imbassaí, o interesse surgiu após identificar que em Maricá há uma grande quantidade de mulheres empreendedoras. “É uma ótima oportunidade trazer esse programa para cá para ajudar a outras mulheres a terem sua própria fonte de renda e serem independentes financeiramente”, afirmou.

“Em alguns casos, elas reconhecem que estão passando por um relacionamento de abuso e que poderiam se libertar daquela situação e não conseguem porque não é emancipada financeiramente do marido. Aí eu pensei: preciso trazer esse programa para a minha cidade para que chegue a essas mulheres que precisam ter liberdade financeira para responder sobre a vida dela e a vida dos seus filhos”, garantiu.

O encontro que também conta com o apoio das secretarias de Cultura e Economia Solidária, será um momento de troca de experiências entre as participantes, como afirma o secretário de Economia Solidária, Diego Zeidan. “Com esse programa, as mulheres conseguem encontrar outras experiências, ver que é possível sair do sistema opressor e construir um novo mundo, uma nova sociedade e uma nova forma de se viver”, avalia.

O mesmo seminário já foi apresentado em Teresópolis e Volta Redonda, e em breve, Rio das Ostras e Macaé também sediarão o encontro.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp