28/09/2019 às 11h46min - Atualizada em 28/09/2019 às 11h46min

Maricaense é confundido nas redes sociais com assassino de São Gonçalo

Um homem, morador de Itaipuaçu, teve a sua foto publicada nas redes sociais na manhã desta sexta-feira, 27, onde o acusam de ser o autor do assassinato brutal de uma professora no bairro do Rio do Ouro, em São Gonçalo.

Alexandre Fonseca, tem 29 anos e trabalha como barbeiro no Rio do Ouro, por coincidência, tem mesma idade e profissão e local de trabalho do suspeito - que já foi detido pela Polícia. Devido a isso, ele foi confundido com autor do crime.

Alexandre é casado e tem um filho pequeno, e para provar sua inocência, gravou um vídeo em seu perfil do Facebook relatando o caso e desmentindo a acusação.

Temendo por represália, o homem registrou a ocorrência na Delegacia do Rio do Ouro (75ª DP) e pediu para que amigos compartilhassem a publicação. A postagem ultrapassou 500 compartilhamentos.

O crime que Alexandre está sendo culpado é sobre a professora Angélica Figueiredo de Lima, de 42 anos, que foi vítima de feminícidio na última quinta-feira, 26. O principal suspeito é um barbeiro, que não teve o nome informado.

Através da investigação da Divisão de Homicídio de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), foi descoberto que o barbeiro tinha envolvimento com a vítima. Imagens de câmeras de segurança revelaram que os dois estavam juntos.

Na noite de ontem, agentes da especializada estiveram na barbearia do suspeito e o deram voz de prisão preventiva.

Já na manhã desta sexta-feira, 27, os Policiais foram até o sítio na Rua Senador Fernandes da Cunha, no bairro de Rio do Ouro Pequeno, onde o suspeito mora com a madrinha. No local, foram apreendidos diversos materiais, inclusive uma faca, que serão examinados.

A investigação seguem sob responsabilidade da delegacia especializada.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp