12/03/2020 às 12h38min - Atualizada em 12/03/2020 às 19h52min

Capivara é encontrada com marcas de caça em Ponta Negra


Embora as capivaras estejam fazendo muito sucesso na Região Central de Maricá, onde por vezes são avistadas na beira do Rio da Mumbuca se alimentando, e diversas pessoas param para fotografar o momento e mostrar para os amigos em suas redes sociais.

Essa realidade tem sido bem diferente em outros bairros da cidade, como por exemplo no bairro de Ponta Negra, onde uma capivara foi encontrada ferida dentro de uma residência em construção.

O Grupamento de Defesa Ambiental (GDA), a coordenadoria de Proteção Animal e a Secretaria de Cidade Sustentável se mobilizaram para atender um morador do bairro que estava com uma capivara em um banheiro.

Ao chegarem à residência, os agentes acharam a capivara, que havia escapado de uma armadilha de caçadores e estava presa em uma espécie de “laço”, agonizando.

Após o resgate o animal foi encaminhado para os veterinários da Vida Animal onde já está em processo de recuperação para a soltura, possivelmente no refúgio de vida Silvestre, unidade de conservação municipal.

Lembrando que a caça à animais silvestres, é considerada crime pelo artigo 29 da Lei de Crimes ambientais (Lei 9.605/98). Ela prevê multa e detenção de seis meses a um ano a quem for pego matando, perseguindo ou caçando alguma espécie sem a devida permissão, licença ou autorização do IBAMA (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) ou órgão estadual de proteção à natureza.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp