29/08/2020 às 09h55min - Atualizada em 29/08/2020 às 18h21min

Maricá: Fundo Soberano ultrapassa R$400 milhões

Foto: Divulgação

O Fundo Soberano de Maricá (FSM), criado em 2017 como uma poupança para garantir o desenvolvimento local na economia pós-petróleo, bateu, nesta semana, o marco de R$ 401 milhões em aplicação.

Os resultados colocam a cidade como um ponto fora da curva na economia, já que Maricá é o único município com mais de 150 mil habitantes no estado a criar mais empregos formais do que perder em plena pandemia e registrou aumento real de arrecadação própria, por exemplo, de ISS e da cota parte de ICMS, no mesmo período, já que os recursos circularam dentro da cidade.

“Houve redução da PE, de R$ 254 milhões no fim do ano passado, para R$ 209 milhões no primeiro trimestre e agora recebemos R$ 112 milhões no segundo trimestre, mas temos recursos suficientes para manter os nossos projetos e o FSM vai continuar crescendo”, explica o secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão, Leonardo Alves.

“O Fundo Soberano foi criado em dezembro de 2017. Nosso propósito era trazer tranquilidade para futuros investimentos da cidade. Sabendo que nossa fonte de royalties são finitas, tínhamos que deixar recursos em caixa para os futuros investimentos. Maricá, nos últimos 4 anos, vem trabalhando com inteligência fiscal e, além da fonte do royaltie, tivemos um aumento expressivo em nossa arrecadação, sem necessariamente aumentar a carga tributária para a população. Um pequeno exemplo é a repasse de ICMS do estado. Éramos o 54° na arrecadação e, com o trabalho de cruzamento de dados, passamos para 4°, um aumento de 730% em 5 anos. O Fundo Soberano chegou, neste mês, em R$ 401.307.848,40. Tivemos, até agora, 14 milhões em rentabilidade. O recurso está aplicado em bancos públicos, em fundos de renda fixa de longo prazo. Todas as aplicações nos trouxe, até agora, uma rentabilidade maior que a inflação e CDI. Nosso propósito é não precisar envolver este recurso para os investidores na cidade nos próximos anos. Temos caixa para estruturar a cidade no médio prazo e, consequentemente, continuar trabalhando para que nossa arrecadação própria continue a subir. Queremos tornar Maricá uma cidade autossuficiente. Com projetos estruturantes que traga grandes investimentos e retorno para a população.” Completou.

O secretário também falou sobre a produção do Campo de Búzios e fez uma projeção dos frutos que podem ser colhidos pelo município.

"A previsão é que, para o próximo ano, tenhamos um aumento de, pelo menos, 20% no repasse. Nosso repasse para o fundo é de até 15% do valor arrecadado. Nossa política de investimento continuará sendo a mesma. Resguardar recurso para as próximas gerações!"


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp