07/09/2020 às 15h39min - Atualizada em 08/09/2020 às 09h39min

Moradora de Maricá, testemunha no Caso Flordelis, sofre ataque a bomba em casa

LSM - Regiane Rabelo, empresária e testemunha no Caso Flordelis, sofreu um ataque a bomba em sua casa, na quinta-feira, 3, em Itaipuaçu, Maricá.

De acordo com Regiane, as imagens mostram o veículo rondando a residência momentos antes do ataque e o artefato explosivo foi jogado no quintal de sua casa. As imagens do carro são nítidas e a testemunha tem certeza de que a polícia chegará até os responsáveis.

Regiane e o marido não têm dúvidas de que a bomba no quintal de casa foi uma tentativa de intimidação por parte da família de Flordelis, a mando da deputada federal. A explosão foi muito forte e acordou não só ela como o marido e os vizinhos. Apesar da força da bomba, não houve feridos e nenhum dano à estrutura da casa. Ela acionou a Polícia Militar logo após o atentado e, no dia seguinte, a Polícia Civil também foi ao local fazer a perícia dos estilhaços.

Segundo ela, essa foi a primeira tentativa de intimidação que sofreu após ter testemunhado no caso da morte do pastor Anderson do Carmo, em junho de 2019.

Regiane é ex-patroa de Lucas, filho adotivo de Flordelis, preso por suspeitas de participação na morte de Anderson. A testemunha do caso diz ter medo de Flordelis e acredita que a deputada federal (PSD) continuará cometendo crimes enquanto estiver em liberdade.

“Enquanto ela estiver solta, vai continuar cometendo crimes. Hoje sinto medo, mas vou seguir a vida normalmente. A polícia se colocou à disposição para a hora que eu precisar. Porém, estou mais vigilante com minhas coisas e ficarei cada dia mais vigilante enquanto ela (Flordelis) não estiver presa”, afirmou Regiane.

O vídeo do sistema de câmeras de segurança da residência está separado em um HD e será levado pela testemunha para as mãos do delegado Alan Duarte, titular da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí. As imagens são de câmeras de segurança de uma vizinha de Regiane cedidas para colaborar com a elucidação do caso.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp