04/10/2020 às 23h19min - Atualizada em 06/10/2020 às 11h58min

Diretor de hospital é morto durante arrastão em rodovia de Niterói

Por Denes Pereira- Um arrastão provocou pânico a motoristas e terminou com um homem morto na noite deste domingo, 4, na RJ-104 (Estrada que liga os municípios de Niterói e São Gonçalo). Um morador de Maricá que dirigia pela Estrada ficou em meio aos tiros.

O caso aconteceu por volta das 20h30, na altura do bairro do Caramujo. De acordo com o motorista, ele seguia pela Rodovia – no sentido Niterói - quando uma retenção foi formada repentinamente a sua frente, em seguida, ouviu os disparos de tiros. Assustado, o homem tentou se proteger e felizmente, não ficou ferido.

O fato tratou-se de uma tentativa de assalto em meio via que resultou na morte do diretor do Hospital Geral de São Gonçalo. Segundo informações, o diretor da unidade hospitalar seguia com o seu carro pela rodovia quando foi fechado por um veículo Volkswagen Voyage. Em seguida, quatro criminosos armados desembarcaram do Voyagem. O diretor – que também era Polícia Federal reformado – saiu do carro com arma em punho e uma troca de tiros foi iniciada. O homem acabou sendo atingido e ficou gravemente ferido. Após o tiroteio, os criminosos entraram novamente no Voyage e fugiram do local.

Bombeiros do Quartel de Niterói foram deslocados para o local, porém nada puderam fazer. José Dídimo do Espírito Santo Costa, de 59 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Didimo era diretor executivo do Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), em São Gonçalo.

Policiais Militares do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) estiveram no local e acionaram a perícia da Polícia Civil.

Agentes da Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) estão sendo aguardados no local para a realização dos procedimentos periciais. O corpo será removido pelo Rabecão da Defesa Civil Estadual e levado para o Instituto Médico Legal (IML) do Barreto, em Niterói.

A delegacia especializada abriu um inquérito para investigar o crime.

TRÂNSITO

Por conta do crime, o trânsito segue em meia pista no trecho. Motoristas que estão indo direção a Niterói encontram lentidão e o congestionamento já chega na altura da sede do SEST/SENAT, em Tribobó.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp