23/01/2021 às 21h17min - Atualizada em 25/01/2021 às 10h08min

Prefeitura se pronuncia sobre caso do recém nascido morto na Restinga

LSM - A Prefeitura de Maricá emitiu uma nota na noite deste sábado, 23, se pronunciando sobre o caso da indígena jovem que engravidou após ser estuprada pelo próprio pai e que resultou no abandono do recém nascido, que acabou morrendo na Restinga de Maricá.

'A Prefeitura de Maricá lamenta profundamente os crimes de estupro de uma jovem e morte de um bebê ocorridos na aldeia indígena em São José do Imbassaí, e informa que é de competência da Fundação Nacional do Índio (Funai) acompanhar e observar todas e quaisquer questões indígenas, não só em Maricá, mas em todo país.

A Prefeitura Informa ainda que os crimes foram reportados à Coordenadoria Indígena da Secretaria de Direitos Humanos que, imediatamente, tomou a providência de acionar os órgãos competentes, tanto de saúde como de segurança pública.

A Prefeitura Municipal se compadece da dor e da revolta dos moradores da aldeia e está priorizando, desde o primeiro momento, o atendimento e amparo às vítimas, colocando à disposição sua estrutura de saúde e direitos humanos, que está atuando no local desde o primeiro dia e continuará prestando todo auxílio necessário.

A Prefeitura de Maricá reitera seu respeito aos indígenas da aldeia, e à família das vítimas, que estão sofrendo com este crime absurdo e reafirma a fé na justiça, para que o caso seja resolvido e os culpados sejam punidos.'


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp