09/02/2021 às 10h57min - Atualizada em 09/02/2021 às 15h49min

Município e Estado discutem ampliação da oferta de gás natural em Maricá

Imagem da Internet

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Comércio, Indústria, Petróleo e Portos, Igor Sardinha, se reuniu na manhã desta segunda-feira (08/02) com o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, Leonardo Soares. Em pauta, foram discutidos temas referentes à ampliação da oferta de gás natural em Maricá, abastecimento de postos GNV e a ampliação do sistema de distribuição e acesso do gás natural para atração de indústrias. O encontro aconteceu no Palácio Guanabara, sede do governo estadual, situado no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro.

Durante o encontro, ficou estabelecida uma série de ações para viabilizar todas as parcerias necessárias junto à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico. Uma delas já está em funcionamento na cidade, através da contratação da Agência de Fomento do Estado do Rio de Janeiro (Agerio), para operacionalização dos créditos do Programa Fomenta Maricá.

Segundo Igor Sardinha, a implantação da infraestrutura do gás no município aumentará as possibilidades de o município receber investimentos privados que gerem empregos e diversifiquem a economia.

“Estamos trabalhando para que a cidade se aproveite das potencialidades advindas da proximidade com a Rota 3 do gás natural, do projeto do Terminal Portuário de Ponta Negra (TPN) e da ampla discussão referente à utilização do gás natural no país. Estamos deixando claro aos órgãos estaduais nossa disponibilidade na execução de políticas de desenvolvimento do Leste Fluminense, aproveitando o gás processado em Itaboraí para gerar frentes de trabalho e atração de indústrias na região”, disse o secretário municipal.

Outras pautas trazidas à discussão foram a inclusão de Maricá no projeto de ampliação do Arco Metropolitano e a inclusão da cidade no projeto da Estrada Ferroviária 118, proposta pelo governo federal e em discussão nos governos estaduais do Rio de Janeiro e Espírito Santo. O projeto inicial da ferrovia que tem por objetivo a ligação dos portos dos dois estados tem dentre suas modelagens a possibilidade da criação da estação Manoel Ribeiro, em Maricá.

As pautas sobre gás e logística foram apoiadas e elogiadas pelo secretário estadual, que deixou claro o interesse do governo do estado de ter Maricá como um município parceiro para ultrapassar a crise vivida pelo estado do Rio de Janeiro.

“Temos que aproveitar as potencialidades das cidades e avançarmos para a criação de novos arranjos produtivos, dando oportunidade ao Rio de desenvolver as cidades como um todo. Cada vez mais fica evidente o quanto precisamos desenvolver outras regiões do estado, além da capital. Maricá nesse contexto é uma cidade estratégica. Ter as instituições parceiras nesse processo facilita as tomadas de decisões”, declarou Leonardo Soares.

Também presente ao encontro, o  subsecretário de Desenvolvimento Econômico de Maricá Magnun Amado, reforçou a importância da ampliação das redes de gás natural a fim de criar condições de atração de indústrias para a cidade.

Atualmente, setores importantes da indústria se aproveitam do uso do gás, gerando de divisas com sua exportação, empregos de alta qualificação e produtividade, e arrecadação de tributos nas esferas municipal, estadual e federal.

“Maricá possui uma localização estratégica, um projeto portuário específico para o setor de óleo e gás, além de trabalharmos para a criação do Parque Industrial local. Estaremos atentos e solicitando informações junto aos órgãos e cobrando medidas que garantam que não percamos essa oportunidade”, disse o subsecretário.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp