19/02/2021 às 18h09min - Atualizada em 20/02/2021 às 12h14min

Educação apresenta projeto de Monitoria Educacional para alunos do Passaporte Universitário

A Secretaria de Educação de Maricá apresentou nesta sexta-feira (19/02) no CEPT Zilca Lopes da Fontoura – no Centro – para os bolsistas do programa Passaporte Universitário, o projeto Monitoria Educacional. A iniciativa integra o processo de contrapartida do regimento do Passaporte e prevê, em um primeiro momento, a atuação nas escolas do município de estudantes — a partir do quarto período — dos cursos de Enfermagem, Engenharia de Software, Pedagogia, Psicologia e Serviço Social.

Durante a reunião os estudantes puderam realizar a inscrição na Monitoria através de QR Code disponibilizado no local. Aqueles que não realizaram a inscrição podem fazer através de formulário online (clique aqui) escolhendo o distrito em que queiram atuar e, após isso, são oferecidas três opções de escolas.

“Os estudantes inscritos na Monitoria Educacional terão carga horária mensal de 20 horas, o que permitirá que equilibremos esse horário de atuação de acordo com a disponibilidade deles, já que muitos trabalham. Nesse primeiro momento, estamos chamando aqueles que já podem realizar essa contrapartida prevista em lei, o que será de extrema importância no retorno das aulas remotas na rede pública e no suporte às avaliações que faremos sobre a efetividade desse modelo de ensino. Os primeiros selecionados atuarão já na próxima semana, do dia 22 ao dia 26”, afirmou a secretária de Educação, Adriana Costa.

Embora ainda não exista uma data definida para o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino, a participação dos universitários será importante. “Quando retornamos às aulas presenciais — mesmo que ainda não tenhamos uma data para esse retorno — será importante termos nas nossas escolas esses estagiários para ampliarmos ações sociais tão importantes. Além disso, os estudantes que ainda não estão em período de estágio, poderão participar da Monitoria como voluntários, trabalhando esse lado humanitário, colaborativo e cidadão” , completou Adriana Costa.

Segundo o vice-prefeito Diego Zeidan, o projeto contribuirá para o crescimento profissional dos estudantes. “O Passaporte é uma grande oportunidade que leva muitas famílias a terem seus primeiros membros em formação universitária. A Monitoria Educacional através da contrapartida tem um grande papel social ao estimular a atuação cidadã desses futuros profissionais”, disse.

“Eu acho bem interessante a possibilidade de participação na Monitoria Educacional. Como aluna do curso de Psicologia, preciso ter esse contato com as crianças, é uma ótima experiência de atuação profissional e poderei ajudar esses estudantes neste momento tão difícil. Diversas dificuldades surgem com o ensino remoto, principalmente às crianças de famílias em vulnerabilidade, e eu acho que essa troca será de muita ajuda a ambas as partes” , destacou Ingrid de Oliveira Araújo, 20 anos, estudante de Psicologia pelo Passaporte Universitário.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp