28/10/2021 às 20h23min - Atualizada em 28/10/2021 às 20h20min

Maraey: Executivos recebem autoridades em evento para celebrar construção do resort

Jade Carvalho - leisecamarica.com.br

Os executivos do Maraey - principal projeto turístico-imobiliário sustentável do país - receberam o Governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, o Prefeito de Maricá, Fabiano Horta, e o Secretário Executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, entre outras autoridades nesta quinta-feira, 28, no evento ‘Árvore Fundamental’, em Maricá. 

O evento foi realizado para celebrar o marco histórico de autorização de construção do empreendimento. Com o início das obras previstas até o fim do ano, o Maraey promete impulsionar decisivamente o desenvolvimento turístico sustentável do estado do Rio de Janeiro e do município de Maricá.

O encontro foi realizado na área do empreendimento e reuniu autoridades dos âmbitos federal, estadual e municipal, além das lideranças do projeto. Junto aos executivos Emilio Izquierdo Merlo, CEO da Maraey, David Galipienzo, diretor executivo, e Luciana Andrade, diretora de sustentabilidade, também estavam presentes o 0residente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), André Ceciliano, o Presidente da Câmara Municipal de Maricá, Aldair de Linda, o Secretário de Ambiente e Sustentabilidade do Estado do Rio, Thiago Pampolha, a Deputada Estadual, Rosângela Zeidan, e o Presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campello. 

A mediação dos discursos das autoridades foi realizada pelo Presidente do Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), João Teodoro da Silva.

O CEO da Maraey, Emilio Izquierdo Merlo, deu a dimensão desse marco histórico. "Este é um dia fundamental. Maraey sai do papel para se tornar realmente o melhor e mais importante destino turístico-residencial sustentável do Brasil, através do respeito ao meio ambiente e à cultura local, de importantes investimentos econômicos e a criação de milhares de empregos, especialmente ligados ao turismo".

Além dos executivos da Maraey, também prestigiaram o evento os idealizadores do projeto, Emilio Izquierdo Jiménez e Kiko Senosiáin, e representantes das empresas sócias e controladoras da IDB Brasil, a Abacus Property Development e o Grupo Cetya.

O Governador do Estado do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, destacou a importância da parceria entre estado e empreendedor para o desenvolvimento sustentável: "É um orgulho muito grande estar aqui. É um orgulho poder vir a Maricá. Estamos aqui para trabalhar pela nossa população. Ninguém faz nada sozinho. Independentemente de bandeira política e partidária, queremos trabalhar juntos. Maraey poderia ter escolhido outro lugar no mundo, mas escolheu Maricá."

O Prefeito de Maricá, Fabiano Horta, ressaltou a simbologia do evento: "Hoje é um dia de muita satisfação. Grandes acontecimentos precisam de marcos simbólicos. Hoje vamos plantar uma árvore que reverencia a cidade e quero reafirmar o compromisso de Maricá para o diálogo entre público e privado." 

O prefeito também pontuou a importância da comunidade de Zacarias e a construção do diálogo entre Maraey e a população local. "Esse diálogo é imperativo, mas sem se impor a uma população que tem correspondência no empreendimento. Zacarias faz parte da história de Maricá e será um ator integrante do empreendimento."

O Secretário-Executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, enumerou a coragem, a resiliência e o empreendedorismo da equipe da Maraey: "É com imenso orgulho que recebemos empreendedores para investir nessa cadeia do turismo. Temos o dever e a obrigação de apoiar o empreendedor. Temos orgulho de Maraey levar a comunidade de Zacarias e o empreendimento para o mundo. Este é só o início de tudo. Temos muito trabalho pela frente. O Rio de Janeiro é um patrimônio do mundo. Merece o empreendimento e toda equipe que está trabalhando nele."

O Secretário Estadual do Ambiente e Sustentabilidade, Thiago Pampolha, falou sobre as qualidades do projeto: "Hoje é um dia feliz, um dia de celebrar o trabalho, a técnica, a união, um governo que acredita na força do trabalho e no desenvolvimento do nosso Estado. O empreendimento está localizado numa área de proteção de uso sustentável, mas demonstrou a capacidade de fazer o mais fino diálogo, respeitando o meio ambiente, as belezas naturais, potencializando esse patrimônio".


A ÁRVORE FUNDAMENTAL DE MARAEY

Para simbolizar a cerimônia, os executivos e algumas autoridades plantaram uma árvore da espécie clusia fluminensis no terreno do empreendimento. 

O diretor executivo David Galipienzo explicou a escolha: "Marcamos o início do projeto Maraey com o plantio de uma árvore fundamental, que simboliza nosso compromisso total com o meio ambiente. A espécie escolhida é uma homenagem declarada ao patrimônio natural do estado, além de ser uma árvore muito importante, umas das precursoras no ecossistema de restinga. Ela se adapta bem à área. É uma árvore linda e expressiva", explicou.

Em seu discurso de abertura, Emilio Izquierdo fez referência aos parceiros do projeto, como o Rock in Rio - que terá um hotel desenhado para ser o melhor resort temático all inclusive à beira-mar do mundo - e à família da tenista Maria Esther Bueno, que será homenageada com o Maria Esther Bueno Tennis & Sports Club, um centro esportivo com oito quadras de tênis que terá parte da receita destinada a projetos sociais para impulsionar ações em Maricá e arredores.

Emilio também destacou os três pilares que apoiam o projeto. "Somos pautados pelos três princípios genuínos e inegociáveis que norteiam o nosso empreendimento e fazem parte do DNA de todos aqueles que participam dele: o compromisso ambiental, a responsabilidade social e o desenvolvimento econômico sustentável".


RPPN SERÁ PRESERVADA "COMO SE FOSSE UM PARQUE NACIONAL"

Do ponto de vista ambiental, o empreendimento terá apenas 6,6% de ocupação predial (metade do permitido pelo Plano de Manejo) e vai preservar e aprimorar a Área de Proteção Ambiental (APA) de Maricá, através da criação da segunda maior Reserva Particular do Patrimônio Natural de Restinga do Estado do Rio, e quinta do Brasil.

"Nossa RPPN estabelecerá uma área de 440 hectares que será protegida integralmente e de modo perpétuo, como se fosse um parque nacional. Além disso, após a sua implementação, iniciaremos um trabalho de recomposição, ganhando mais de 120 hectares de vegetação nativa de Restinga na comparação com a situação anterior ao empreendimento", reforçou Galipienzo.

O Maraey também criará, ainda na primeira fase do projeto, um centro de pesquisas ambientais - com o apoio das mais renomadas universidades do Brasil, como UFRJ, UFF, UFRRJ, UFES e FURG - que implementará um programa de monitoramento, assim como diversos estudos científicos, para entender melhor a ecologia das espécies endêmicas e ameaçadas dos ecossistemas locais.


TÍTULOS DE PROPRIEDADE PARA ZACARIAS

Em seu braço social, as cerca de 200 famílias que vivem na comunidade de Zacarias, dentro da área do empreendimento, serão beneficiadas pela regularização fundiária, com cessão de título de propriedade e entrega de escritura definitiva aos moradores. O Maraey também incentivará a cultura e a pesca locais com programas de recuperação da Lagoa de Maricá, de repovoamento de espécies nativas e de resgate e de divulgação da memória familiar de Zacarias, através da criação da Casa do Pescador Artesanal.

"Vamos urbanizar a comunidade com toda a infraestrutura urbana do empreendimento, como pavimentação de vias e saneamento, cujo tratamento de esgoto será feito com tecnologia terciaria, que a mais moderna do mundo. A comunidade é um ativo e parte substancial do empreendimento. O Maraey só pode ser entendido através do respeito e a valorização de Zacarias e de sua cultura pesqueira", afirmou Izquierdo.

O Maraey já assinou acordos de grande impacto socioeconômico para o município com algumas instituições renomadas como Senac RJ, além da própria Prefeitura de Maricá e da Codemar. Os protocolos de intenção preveem a formação e qualificação profissional para o aproveitamento da mão de obra local para construção e operação do empreendimento, assim como em outros negócios.


IMPULSO À ECONOMIA: "INVESTIMENTOS, GERAÇÃO DE IMPOSTOS E MAIS EMPREGOS DURANTE A CONSTRUÇÃO"

O projeto também incorpora quatro hotéis cinco estrelas, que receberão uma média de 300 mil turistas por ano: um luxuoso eco-boutique resort, um resort temático de luxo (da marca Rock in Rio), um hotel desenhado para ser o mais icônico resort de convenções à beira-mar do país e o Maraey Golf Resort, ao redor de um campo de golfe sustentável de padrão internacional de 18 buracos.

Com filosofia de uma Cidade Inteligente, ou seja, a implementação extensiva de tecnologias da Informação e Comunicação, o empreendimento prevê novas moradias de diferentes tipologias - focadas na qualidade, no design e na eficiência energética -com serviços integrados como educação, saúde, comércio, esportes, lazer e negócios. "Entre construção e consolidação de vendas, o projeto - que terá mais de R$ 11 bilhões de investimentos privados - vai alavancar a economia do Estado ao longo dos próximos 14 anos e gerar mais de 50 mil empregos", concluiu Izquierdo. 

Quando estiver em plena operação, o Maraey vai gerar mais de R$ 1 bilhão de impostos por ano e 36 mil empregos.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp