15/11/2021 às 20h26min - Atualizada em 15/11/2021 às 20h25min

Covid-19: Vacinação itinerante permanece mais uma semana no Centro

Jade Carvalho - leisecamarica.com.br
PMM
PMM

A Prefeitura de Maricá anunciou que, devido ao grande sucesso, a vacinação itinerante contra o coronavírus continuará por mais uma semana no Centro de Maricá. 


A ação vacinou cerca de 600 pessoas na primeira semana da tenda itinerante, que está montada na Praça Conselheiro Macedo Soares, conhecida como Pracinha do Turismo. 


Devido à grande adesão da população, a estrutura permanecerá no local por mais uma semana, indo de terça-feira, 16, até sexta-feira, 19. 


A vacinação itinerante é mais uma estratégia da Secretaria Municipal de Saúde para seguir avançando rapidamente com o número de vacinados na cidade. O Município já tem 75,7% da população vacinável – mais de 107 mil pessoas – com as duas doses ou a dose única. Com a primeira dose são 126.217, ou seja, 89%.  


A Secretária de Saúde, Solange Oliveira, afirmou que a meta do município é atingir a maior cobertura vacinal possível.  


“A iniciativa de disponibilizar a vacina em locais de grande movimento foi um sucesso, como pudemos ver nesta primeira semana. Já estamos com a nossa campanha bastante avançada, mas vamos continuar trabalhando para que todos os maricaenses sejam imunizados”, destacou a secretária.   


Além da ação, os polos de vacinação da Unidade de Saúde da Família (USF) Central, USF Jardim Atlântico, USF Chácaras de Inoã e USF Marinelândia seguem funcionando normalmente. As USF Inoã 2 e USF São José 2, que funcionavam até as 14h, foram desmobilizadas e as equipes serão realocadas para reforçar os outros polos.  


Segunda dose e dose de reforço 


Maricá segue aplicando a segunda dose de todos os imunizantes nos polos de vacinação. O intervalo entre as doses da Pfizer e da Astrazeneca foi reduzido de 12 para 8 semanas em todas as faixas etárias. Quem recebeu a primeira dose em setembro, já pode receber a segunda em novembro.  


A cidade também está aplicando a dose de reforço nos idosos com 60 anos ou mais, imunossuprimidos e profissionais da saúde.  Para quem não tomou a primeira dose ainda, o município segue em repescagem permanente para todos acima de 12 anos.  


Documentos necessários para vacinação 


Os adultos precisam apresentar um documento de identidade com foto, CPF e comprovante de residência. Já os adolescentes devem levar documento de identidade ou certidão de nascimento. Para a segunda dose é necessário, também, o comprovante de vacinação.  


A dose de reforço está sendo aplicada nos idosos acima de 60 anos e profissionais de saúde que tenham recebido a segunda dose há seis meses ou mais, além dos imunossuprimidos maiores de 12 anos que tenham as duas doses completas há mais de 28 dias.  


Os idosos devem apresentar um documento de identificação com foto e o comprovante de vacinação. Já os imunossuprimidos, além de apresentarem os mesmos documentos que os idosos, devem levar um laudo médico atualizado comprovando a condição de saúde.  


Além do documento de identificação com foto, os profissionais e trabalhadores da saúde devem apresentar algum documento que comprove o vínculo empregatício, como carteira de trabalho ou do conselho, contracheque, ou uma declaração com assinatura do empregador.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp