18/11/2021 às 23h12min - Atualizada em 18/11/2021 às 22h28min

Prefeitura de Maricá prepara diversas homenagens para o mês da Consciência Negra

Jade Carvalho - leisecamarica.com.br
PMM


A Prefeitura de Maricá iniciou uma série de atividades para homenagear o mês da Consciência Negra, que é comemorado neste sábado, 20, em todo o Brasil. A data simboliza a luta por igualdade, o reconhecimento de direitos e a resistência dessa população. 


A programação começa nesta sexta-feira, 19, a partir das 18h, em Araçatiba. A ação começa com as palestras “O Genocídio da Juventude Negra e Periférica” e “Brasil e as Diásporas Africanas” e termina às 20h30, com Corello DJ encerrando o primeiro dia do evento com muita música.


No sábado, 20, feriado nacional do Dia da Consciência Negra, os reflexos da pandemia da Covid-19 e as políticas educacionais referentes à população negra são os destaques do projeto. A partir das 18h, as mesas de debate “Mulheres Negras e os Desafios da Pandemia” e “É Tudo uma Questão de Educação” propõem novos olhares sobre essas questões, com encerramento musical do DJ da Casa.


O evento principal ocorre no domingo, 21, último dia de atividades na Praça Tiradentes, começando às 16h com Roda de Jongo, seguido por Roda de Capoeira, RUASIA e apresentação da cantora Mariana Cunha. Às 19h30, o Grêmio Recreativo Escola de Samba (G.R.E.S.) União de Maricá finaliza as homenagens ao mês da Consciência Negra, representando o carnaval, festa marcada pela diversidade  e representatividade.


Além dos eventos diários, a prefeitura lançou uma campanha nas redes sociais apresentando reflexões sobre o racismo e a importância do empoderamento dos negros, protagonizada pela advogada e ativista maricaense Luciene Mourão. 


No vídeo, ela responde comentários preconceituosos feitos em páginas do município, ressaltando que o racismo é crime - previsto no artigo 5º da Constituição Federal do Brasil - e propondo mudanças culturais essenciais.


A coordenadora de Políticas Públicas para Igualdade Racial, Valesca de Souza, ressaltou o simbolismo histórico da data comemorativa e a importância deste tema na atualidade.


“O Mês da Consciência Negra é uma data de percepção histórica e cultural que os negros têm de si mesmos, representando a luta contra toda discriminação, seja ela racial ou social. Marca também a data da morte de Zumbi dos Palmares, líder pernambucano da resistência negra do Quilombo dos Palmares, falecido em 1695. É um dia para discutirmos sobre a letalidade, desemprego, políticas públicas, educação e autoestima do povo preto”, reforçou.






Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp