08/12/2021 às 19h46min - Atualizada em 08/12/2021 às 19h44min

Maricá recebe primeira ambulância exclusiva para atendimento domiciliar no Estado do Rio

Ana Farias - leisecamarica.com.br
PMM
Pedro Solis
A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, recebeu nesta quarta-feira (08/12) uma ambulância para atendimentos do Serviço de Atenção Domiciliar do programa Melhor em Casa, além de sete concentradores de oxigênio portáteis. A unidade móvel é a primeira do Estado do Rio de Janeiro exclusiva para o serviço. As entregas ocorreram no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro, que celebra 85 anos nesta semana.

O Melhor em Casa faz o acompanhamento domiciliar dos pacientes que já não necessitam do hospital para o tratamento, mas ainda exigem cuidados especiais. Composto por médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, nutricionistas, psicólogos, assistentes sociais e dentistas, o programa realizou 4.968 visitas domiciliares e 129 desospitalizações de dezembro de 2020 a novembro deste ano.

O coordenador do serviço em Maricá, Anderson Rodrigues, afirmou que o veículo vai proporcionar um transporte mais adequado aos pacientes e propiciar mais qualidade ao trabalho já desempenhado pelas equipes.

“Nossos pacientes são de média e alta complexidade e necessitam de suporte e agilidade para consultas com especialistas e exames para diagnóstico, que irão proporcionar um tratamento mais eficiente das suas doenças. Por isso, a ambulância vem para somar e aprimorar ainda mais o nosso serviço”, destacou.

Também foram entregues sete novos concentradores de oxigênio que vão equipar o serviço. Os aparelhos armazenam o ar do ambiente, filtram e enviam ao paciente oxigênio puro e são usados de acordo com indicação médica.

Durante a cerimônia, que contou com a participação da secretária de Saúde, Solange Oliveira, e da primeira-dama Rosana Horta, foi comemorado o aniversário do Hospital Conde Modesto Leal.

“O presente é para o Melhor em Casa, mas também para o hospital. Ao mesmo tempo em que o programa é fundamental para um atendimento mais humanizado dos usuários que retornam ao ambiente familiar – e consequentemente tem uma melhor recuperação -, ele reduz também o tempo de permanência no hospital, permitindo que os leitos sejam usados por outras pessoas que precisem”, explicou a secretária.

Conde Modesto Leal comemora 85 anos

Aos 85 anos, completados na última segunda-feira (06/11), o Hospital é a principal porta de entrada de urgência e emergência do município prestando apoio à saúde das regiões Leste Fluminense e Costa do Sol. No período de dezembro de 2020 a outubro de 2021, durante o enfrentamento da pandemia da Covid-19, foram realizados 89.504 atendimentos, com o apoio da equipe composta de 1.500 funcionários.

A unidade conta com 90 leitos e serviços 24 horas em emergência, trauma, pediatria e maternidade. Em um ano, foram realizados 1.539 procedimentos de urgência e emergência entre cirurgias ginecológicas, cesárea, vascular, ortopédica, geral, bucomaxilo, entre outras. Já os procedimentos eletivos, como cirurgias geral, dermatológica, torácica, plástica, cabeça e pescoço, urologia e ginecologia, foram 1.035 no total. Neste mesmo período, 1.181 exames de endoscopia e de colonoscopia foram realizados, além de 1.183 partos.

A diretora de enfermagem Marcelle Resende falou sobre as conquistas do hospital ao longo dos anos.

“Alguns profissionais estão na unidade há anos, assim como eu, e entendem o que significa cada conquista. Hoje contamos com instalações que proporcionam dignidade ao paciente e também à equipe”, disse.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o hospital está instalado no edifício onde era a casa do Conde João Leopoldo Modesto Leal, que foi um banqueiro, comerciante, empresário e senador da República. O hospital recebeu seu nome anos depois da inauguração.

Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp