publicidade 1200x90
17/05/2022 às 10h16min - Atualizada em 17/05/2022 às 10h14min

Comunidades carentes de Maricá terão plano de regularização fundiária desenvolvido pela UFF

O trabalho inclui projeto urbanístico com água, luz, esgoto, área de lazer e paisagismo.

Thayná Silva - leisecamarica.com.br
Fonte: O Globo
Foto: PMM

Uma equipe interdisciplinar da Universidade Federal Fluminense (UFF) elaborou um plano de regularização fundiária que beneficiará três mil famílias de comunidades carentes em municípios do Leste Fluminense. O trabalho inclui projeto urbanístico com água, luz, esgoto, área de lazer e paisagismo.


Dentre as cidades beneficiadas estão Maricá, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Magé. A ação será iniciada em Niterói, na Favela do Sabão, no Fonseca, ainda este ano, abrangendo 250 famílias e com previsão de dois anos para a execução. Coordenador do projeto, o professor da Faculdade de Economia Carlos Guanziroli explica que o Ministério de Desenvolvimento Regional encomendou e financiou o plano, que será executado com recursos das próprias prefeituras. 


"Depois do Favela Bairro, no Rio, não houve mais um projeto desse porte de urbanização de favelas. Tentaram nas UPPs, mas é a primeira retomada da ideia da urbanização de fato. São famílias que estão há mais de 30 anos nessas comunidades, que não serão expulsas, e precisam ter qualidade de moradia e seus títulos de propriedade. As intervenções não são caras para os cofres públicos" — explica Guanziroli.


Participaram da elaboração 35 pessoas, entre professores e alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Economia, Arquitetura e Urbanismo, Geociências e Serviço Social.







Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp