Novo recorde: Cinco ônibus que seguiam para Itaipuaçu e Maricá são assaltados em um período de 4 horas



Por Pablo Caneco- Um novo triste recorde foi estabelecido. Pelo meno cinco ônibus da Viação Nossa Senhora do Amparo foram assaltados na noite desta terça-feira, 15. Crimes aconteceram na Zona Portuária do Rio de Janeiro e na RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto).

O primeiro assalto aconteceu por volta das 18h20, próximo ao Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO). De acordo com informações, dois criminosos se passando por passageiros embarcaram no ônibus no ponto da Rodoviária Novo Rio e anunciaram o assalto assim que o motorista deu a partida.

Um criminoso rendeu o motorista enquanto o outro roubou os telefones celulares dos passageiros. Após o assalto, os criminosos ordenaram para o motorista parar fora do ponto e fugiram, em seguida.

Os outros três assaltos aconteceram nos coletivos que seguiam para o Centro de Maricá, Itaipuaçu (Cajueiros) e Itaipuaçu (Recanto), entre os horários de 20h50 e 21h30. Segundo relatos, os criminosos embarcaram no coletivo no ponto do aeroporto Santos Dumont e em seguida, anunciaram o assalto. Os passageiros foram rendidos e obrigados a entregarem os telefones celulares, as carteiras de documentos, além de dinheiro e anéis. Após o crime, os assaltantes desceram do ônibus em frente a Rodoviária Novo Rio. A Polícia Militar foi informada, porém até o momento não há informações sobre criminosos presos.

Já na RJ-106, o crime aconteceu no coletivo que fazia a linha Niterói-Maricá. Umas das vítimas conversou com a equipe do LSM.

“Mais um assalto na linha amparo hoje às 20h50. Dois elementos armados subiram no ônibus que vinha de Niterói em sentido Maricá. Subiram no Areal e desceram no Arrastão. Levaram os pertences de todos, inclusive o meu. Fomos na delegacia de Rio do Ouro, mas estavam sem sistema. Um estava de boné e bermuda e mochila. O outro estava bem vestido de camisa preta pólo e calça jeans. Eles ameaçavam toda hora matar o motorista e mandaram os passageiros dar dinheiro celular e aliança. Sempre que o motorista diminuía a velocidade eles apontavam a arma pra ele e para os passageiros. 

Estima-se que mais de 150 passageiros tenham sido roubados durante a noite de terror.

error: Conteúdo protegido!