PM à paisana apreende três acusados de tráfico de drogas na Praça Central de Maricá


 

Por Romário Barros- Três adolescentes, acusados de fato análogo ao tráfico de drogas, foram apreendidos no final da tarde desta quarta-feira, 13, no anfiteatro localizado na Praça Orlando de Barros Pimentel, no Centro. A prisão foi feita pelo Cabo da Polícia Militar Fabiano Velasco que havia sido baleado em uma tentativa de assalto em dezembro de 2018.

Velasco – que estava à paisana e ainda se recupera do disparo que levou – contou ao LSM que seguia a pé para o laboratório Sérgio Franco quando escutou uma senhora de idade dizendo sobre o tráfico de drogas na Praça Central.

“É uma vergonha a gente passar na praça, sentir o cheiro de maconha e ver os jovens consumindo drogas”, disse

O Policial Militar, que ainda se recupera do tiro que levou na tentativa de assalto, não pensou duas vezes e seguiu para a praça. Três jovens foram enquadrados e com eles foi encontrado um tablete de maconha. Com auxílio do PROEIS (Programa Estadual de Integração na Segurança), o trio foi levado para a Delegacia de Maricá, onde a ocorrência foi registrada.

Ao LSM, Velasco disse que o instinto de policial militar falou mais alto.

” Mesmo em recuperação após ser baleado, não vou deixar um ilícito penal acontecer e virar as costas. Agi porque sou policial Militar e amo o que faço. A população de Maricá pode ter certeza que sempre os policiais militares, tanto da companhia ou do proeis, vão agir sempre independente da ocasião”, disse Velasco.

O trio foi autuado por posse e uso de drogas.

BALEADO EM TENTATIVA DE ASSALTO
O Policial Militar Fabiano Velasco foi baleado na madrugada no dia 7 de dezembro. Ele seguia de carro por Inoã – em sem dia de folga – quando foi surpreendido por dois criminosos, que chegaram em uma motocicleta. Os criminosos anunciaram o assalto e o mandaram encostar. Velasco não obedeceu a ordem de parada e acelerou. Em seguida, um dos elementos efetuou disparos de arma de fogo atingindo o braço direito do Militar. Logo depois, os bandidos fugiram.

Já o Militar, mesmo ferido, conseguiu seguir até o módulo de segurança da Prefeitura de Maricá, no Loteamento Vivendas, no entroncamento com a RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto), onde pediu ajuda. Por volta de 2h10 da madrugada, a equipe do DPO de Inoã foi informada que o Militar havia sofrido uma tentativa de assalto e os Militares foram até o módulo. Velasco foi socorrido na própria viatura da PM e levado para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro da Cidade. Ele foi transferido de ambulância para o Complexo Hospitalar de Niterói. Ele ficou internado durante sete dias.

Policiais Militares do 7º Batalhão (São Gonçalo) encontraram um moto abandonada na Rua Coronel Camisão, no Mutuá, em São Gonçalo, que pode ser o veículo utilizado no crime contra o Policial. A moto foi levada para o pátio legal.

Velasco é morador de Maricá e está atualmente lotado na 4ª DPJM- Delegacia de Polícia Judiciária Militar. Ele também participa do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) da Prefeitura de Maricá. 

SEGUNDA VEZ
Essa não foi a primeira vez que o Policial foi baleado. Em fevereiro de 2018, ele também havia sido baleado em uma tentativa de assalto no bairro do Caxito (Policial Militar é baleado em tentativa de assalto em Maricá).

error: Conteúdo protegido!