Prefeito e vereadores eleitos são diplomados sem solenidade em Maricá


O prefeito Fabiano Horta, o vice-prefeito Diego Zeidan e os vereadores eleitos e suplentes receberam a diplomação antecipada pela Justiça Eleitoral. A cerimônia comumente acontece no dia 1ª de janeiro, porém por conta da pandemia do Coronavírus – pela primeira – foi realizada bem diferente do costume: em dezembro, sem solenidade e sem público.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral – TRE, desta vez a entrega dos diplomas não contou com a presença do público e nem de qualquer tipo de solenidade pública. A entrega do diploma aos eleitos aconteceu na tarde desta quinta-feira, 17, no Salão do Júri do Fórum da Comarca de Maricá, no bairro de Araçatiba, na Região Central da Cidade.

O TRE determinou um atendimento limitado apenas aos eleitos, respeitando o horário estipulado. Para evitar qualquer risco de transmissão e contágio do COVID-19, a entrega do diploma ao prefeito e vice-prefeito acontecesse às 13h30. E às 14 horas, foi dado o diploma aos vereadores eleitos e suplentes, sendo um de cada vez, em um intervalo de 5 minutos cada. Além disso, foram adotadas medidas preventivas como obrigatoriedade do uso de máscaras, uso de álcool em gel, uso particular de caneta e a espera dos acompanhantes na área externa do Fórum.

Até a conclusão da matéria, o vereador eleito Marcinho da Construção (MDB) e os suplentes Robgol (PT) e Felipe Bittencourt (PMDB), não compareceram ao local. Já o Marcus Bambam (PC do B), testeou positivo para COVID-19 e enviou seu irmão, como representante para receberem o diploma em seu lugar.

A cerimônia é uma formalidade em que eleitos receberam oficialmente o título que garante que serão empossados nos novos cargos.

MATÉRIA EM ATUALIZAÇÃO!!!

error: Conteúdo protegido!