Preso acusado de participar de assalto à residência que terminou com morte de mulher em Itaipuaçu


Por Romário Barros- Policiais Militares do 7º Batalhão (São Gonçalo) prenderam Gabriel Henrique da Silva Figueiredo. Ele é acusado de participar de um assalto que terminou na morte de uma mulher no último dia 5 em Itaipuaçu (Noite de assaltos à residências deixa uma mulher morta em Itaipuaçu).

Os Militares foram socilitados através da Central da Polícia Militar para verificar um suposto roubo de celular que havia ocorrido na Travessa Silva, em Venda da Cruz. Chegando ao local, eles verificaram que o sinal vinha de dentro de um veículo Cobalt. Em consulta no sistema, foi verificado que o Cobalt havia sido roubado no último dia 7, em Itaipuaçu (Ladrões promovem mais uma noite de pânico em assaltos à casas em Itaipuaçu).

Logo depois, os Militares receberam informações que o suposto ladrão estaria em uma na mesma Rua. Eles flagraram o momento em que Gabriel saiu de casa e ele acabou sendo abordado. Ele confessou que estava em posse do veículo Cobalt e que havia outros bens roubados no interior da residência. Ele autorizou a entrada dos Policiais e foram encontrados no interior da residência: um revólver calibre 32 com a numeração raspada, quatro rádios automotivos, seis notebooks, um tablet, um playstation, duas televisões de LCD e 14 polegadas, 14 relógios, além de sete munições de calibre 22. O homem foi preso e levado para a 73ª DP (Neves).

O celular que estava no interior do veículo havia sido roubado na área da 75ª DP (Rio do Ouro). A vítima do assalto também reconheceu o criminoso.

Ele foi transferido para a Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) nesta sexta-feira, 11. De acordo com a delegada Bárbara Lomba, titular da especializada, o material encontrado na casa do preso foram subtraídos de uma residência em Itaipuaçu. Ele é integrante da quadrilha que assaltou uma casa que culminou na morte de uma mulher. 

Ainda segundo a delegada, além do crime de roubo o preso será indiciado por homicídio, por conta do crime. “Já que falecimento da aposentada se deu em decorrência da ação criminosa e eles (bandidos) impediram que a família pudesse socorrer a vítima”.

A Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG) trabalha para identificar os outros suspeitos que participaram do crime.

Quem foi vítima do assaltante, pode comparecer a Delegacia mais próxima para reconhecimento.

error: Conteúdo protegido!