Projeto especial de fotografia leva belezas naturais de Maricá aos pacientes do Hospital Che Guevara


O ambiente influencia diretamente no estado de humor e espírito do ser humano. Por isso, é tão importante que o projeto de identidade visual de um hospital seja acolhedor tanto para o profissional que trabalha no espaço, quanto para o paciente e visitantes. Nesse momento, o Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara não está recebendo visitas, mas os espaços já foram pensados para esse próximo passo.

A unidade acaba de ver finalizada a última etapa do projeto de identidade visual, com a instalação pela Secretaria de Saúde, de 25 painéis de fotos de paisagens da natureza de Maricá. As imagens foram produzidas especialmente para esse fim, por fotógrafos da Secretaria de Comunicação, como parte de um projeto de fotografia com fins terapêuticos. São todas exclusivas para o hospital.

A inspiração para elaboração do conceito foi o movimento ondulado das ondas do mar do litoral da cidade. Nos tons alaranjados, azulados e esverdeados se tem a representação do sol, do céu e do mar, elementos-chave no cenário da cidade.

Por meio da beleza natural da cidade, retratada com sensibilidade terapêutica – que é bem diferente do foco em beleza turística – pelos profissionais que atuaram no projeto (Marcos Fabrício, Vinicius Manhães e Anselmo Mourão), foram criados os 25 painéis com tamanhos entre 1,8m x 90cm ou 1,4m x 90cm e composições de três painéis (50 cm x 90 cm; 35 cm x 90 cm; e 90cm x 90cm).

“Hoje, o mundo inteiro fala dos doentes, mas poucos falam sobre cuidar. Quando a gente pensa em uma pessoa que é hospitalizada devemos lembrar que grande parte das vezes ela é retirada de forma involuntária e abrupta da sua casa, rotina e família. Pensando nesse afastamento e cuidado, trazer a beleza natural para dentro do hospital passa para o munícipe que, aqui, ele está dentro da casa dele: seguro e acolhido”, ressalta Michelle Silvares, diretora executiva do Hospital Che Guevara. “É um projeto interessante, as fotos estão lindas. Tudo que você envolve na melhoria do paciente tem um aspecto positivo muito bom”, atesta Michelle. 

O projeto optou por humanizar com os painéis as paredes de circulação que contivessem maiores espaços disponíveis, compondo o ambiente e tornando-o mais poético. Outra estratégia foi instalá-los nos espaços em frente aos ambientes onde o uso seria mais intenso, estando os pacientes e seus acompanhantes por mais tempo na unidade.

error: Conteúdo protegido!