Quaquá diz que foi vítima de medida arbitrária ao tentar deixar o Brasil



O ex-Prefeito de Maricá, Washington Quaquá (PT) se pronunciou após a divulgação de seu impedimento de deixar o Brasil pela Polícia Federal na última quinta-feira.

Segundo ele, os sites que divulgaram que ele deixaria o Brasil são todos “vagabundos”.

“ Não vou dar detalhes sobre as medidas arbitrárias de que fui vítima porque estou com recurso na justiça para buscar reverter. Por isso não falarei sobre o assunto já que esses sites vagabundos da cidade divulgam com sensacionalismo”, falou.

Segundo Quaquá, a medida da Polícia Federal, em não deixá-lo sair do Brasil tem a ver com o fechamento do aeroporto de Maricá.

“Apenas vou esclarecer que se trata do processo de fechamento do Aeroporto Municipal, onde expulsei de lá o trafico internacional de drogas que operava há anos lá e quem foi processado fui eu. Após decisão do recurso eu explicarei os detalhes do processo que já está em fase final na primeira instância”, disse.

REPORTAGEM RELACIONADA

error: Conteúdo protegido!