Quaquá publica artigo defendendo apoio a prefeito bolsonarista de Belford Roxo


Washington Quaquá, ex-prefeito de Maricá e dirigente do PT, publicou nesta terça-feira, 11, um artigo defendendo o apoio articulado por ele e firmado pela direção partidária com o prefeito bolsonarista de Belford Roxo, Waguinho (MDB). A aliança gerou protestos de militantes do partido e de ex-presidentes da sigla.

No texto, Quaquá defende a política de alianças para além da esquerda e diz que os críticos dessa estratégia estariam transplantando um debate da esquerda europeia e estadunidense. Para ele, “corrigir os erros não significa jogar fora a criança junto com a água do banho”.

“Não será com o abandono da polícia de alianças que foi vitoriosa em 2002 que vamos corrigir os erros de não termos fortalecido a Frente de Esquerda no âmbito da coalizão maior de nossos governos; e de não termos organizado o povo para sustentar a democracia. Corrigir os erros não significa jogar fora a criança junto com a água do banho. Significa antes e sobretudo, reter o que foi positivo e corrigir os erros”, diz Quaquá em trecho do artigo.

“As alianças, num país onde o nível de consciência do povo é arcaico, fruto de anos de escravidão e iniquidades por parte das elites, que produziu um imenso embrutecimento das classes populares, levam em conta não uma vontade de pureza, mas uma necessidade política. Levam em conta a análise concreta da realidade nacional. Da diversidade da realidade nacional”, defende.

O dirigente petista ainda afirma que Waguinho, que apareceu ao lado de Flávio Bolsonaro no último final de semana e pediu votos para Jair Bolsonaro, não é bolsonarista e o relacionou com Tancredo Neves. “Waguinho não é bolsonarista. Muito menos é de esquerda. Doutor Tancredo disse uma vez, perguntado se o PSD era comunista como Jango ou racionario como Magalhaes Pinto e Carlos Lacerda, ele respondeu: ‘Meu filho, entre a Bíblia e O Capital, o PSD fica com o Diário Oficial’”, escreveu.‌

“Figuras minoritárias e sem importância na vida real eu entendo, como entendo o universo magico e lúdico das crianças. Mas ver ex-presidentes do PT assinando um manifesto sobre Belford Roxo?”, afirma, criticando a postura dos ex-presidentes que assinaram o manifesto.

Fonte: Revista Forum

error: Conteúdo protegido!