Representante do governo italiano assina termo de cooperação com Maricá


O diretor-geral de Comércio Internacional do Ministério do Desenvolvimento Econômico da Itália, Amedeo Teti, esteve nesta quinta-feira, 12, em Maricá para assinar termo de cooperação com o município.

Para Teti, a Itália tem muito a colaborar com a expansão econômica da cidade, por sua política comercial de estilo mais suave, em comparação à de países como Estados Unidos e China, de respeito às tradições e à cultura local. Maricá e a Itália possuem uma parceria sólida, na qual a gigante aeroespacial Leonardo, que elegeu a cidade para a sua sede na América Latina, é a principal representante.

O italiano começou a visita pela sede da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), onde foi recebido pelo prefeito Fabiano Horta e pelo presidente da Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), José Orlando Dias, e pelo ex-prefeito Washington Quaquá (que iniciou o processo de aproximação do empresariado italiano com a cidade), entre outras pessoas. Teti foi apresentado aos principais projetos em andamento na cidade, e depois conheceu a Casa Darcy Ribeiro, em Cordeirinho, onde o documento foi assinado.

O diretor disse ter ficado muito bem impressionado com o potencial econômico do município e lembrou que os laços já existentes entre Itália e Brasil, com a presença de empresas como Pirelli e Fiat, além da própria Leonardo, são uma boa mostra de que a cooperação é possível. Ele destacou que há muitas oportunidades também para pequenas e médias empresas italianas – segundo ele, muito atuantes em seu país – se instalarem em Maricá.

“O propósito principal de nossa visita aqui é mostrar para a Itália as grandes possibilidades de cooperação entre empresas italianas e de Maricá. Os recursos aportados aqui pela atividade petrolífera levam a meu país a imagem de uma cidade que serve de exemplo a outras aqui do Brasil”, disse ele.

Ainda segundo ele, que esteve na cidade acompanhado da diretora-executiva da Câmara de Comércio Ítalo-Brasileira, Denise Peres, a expectativa é de que empresas italianas participem tanto de iniciativas de cunho econômico quanto social. A responsável pela Divisão de Bens e Consumo do mesmo ministério, Maria Concetta Giorgi, também integrante da comitiva, disse ter tido uma impressão muito positiva de Maricá.

“Pode-se ver os aspectos integrados de um projeto que compreende a valorização do território e a defesa do meio ambiente. Esse é um bom ponto de partida para a cooperação entre Maricá e as pequenas e médias empresas italianas”, afirmou, acrescentando que pretende organizar visitas de outras empresas interessadas em investir no município.

Já o presidente da Codemar, José Orlando Dias, se disse muito animado com a visita dos italianos à cidade. “É sem dúvida um grande canal de colaboração que se amplia. Amedeo Teti ficou positivamente impressionado com as possibilidades de investimento que nossa cidade oferece”, comentou Dias.

error: Conteúdo protegido!