Ruas de Maricá são tomadas por ‘santinhos’ de candidatos em meio aos problemas na coleta de lixo



LSM- Em meio à um problema enfrentado na coleta de lixo na cidade, as ruas do Centro de Maricá amanheceram nesta terça-feira, 20, com diversos “santinhos” espalhados pelo chão.

O caso foi flagrado pela equipe do LSM nesta tarde, nas Ruas Ribeiro de Almeida e Domício da Gama, uma das principais do Região Central. Durante uma cobertura de reportagem feita pela equipe, centenas de folhetos foram vistos espalhados pelas ruas e lixeiras.

Apesar de permitido por lei, a confecção dos santinhos e a distribuição destes nas vias públicas de Maricá vão de contra acordo na pretensão de lutar pela cidade limpa, logo nesse exato momento em que o município enfrenta um grande problema na coleta de lixo.

Levando-se em conta que há diferentes e eficientes formas de divulgação – principalmente em mídias digitais – que não produzem poluições sonoras, visuais e resíduos materiais, os candidatos ao pleito municipal escolheram pela produção de lixo na cidade.

Independente de qual ou quais candidatos pertenciam os “santinhos” acabaram incentivando a poluição nas ruas, aumentando ainda mais o trabalho dos varredores e contribuindo para um maior volume de lixo, somando aos que já estão acumulados nas ruas.

Segundo as regras estabelecidas de Tribunal Superior Eleitoral, os candidatos poderão distribuir o material impresso até as 22 horas do dia 14 de novembro, na véspera das eleições.

CAMPANHA ‘SUJEIRA NÃO É LEGAL’

Lançada em 2010, a campanha Sujeira Não é Legal traz uma proposta de orientar candidatos, eleitores e a população em geral sobre as melhores condutas durante o processo eleitoral, para a realização de uma campanha eleitoral mais limpa, segura, tranquila, transparente e ecologicamente correta.

Objetivos como reduzir o lixo eleitoral; conservar a limpeza urbana; orientar candidatos, partidos políticos e coligações para as boas práticas durante a campanha eleitoral, arrecadações de recursos, gastos e prestações de contas; promover a sustentabilidade sensibilizando candidatos a utilizarem materiais recicláveis e a darem destinação ambientalmente correta para as sobras de material; incentivar os eleitores a apoiarem candidatos que respeitam a cidade, as pessoas e as leis durante o processo eleitoral, é um passo importante na campanha

error: Conteúdo protegido!