Saúde faz capacitação em Sífilis para médicos e enfermeiros


Foto: Marcos Fabricio

A Secretaria de Saúde de Maricá, através da Atenção Primária à Saúde (APS), promove no dia 23 de dezembro, capacitação em Sífilis para médicos e enfermeiros da Saúde da Família, realizada pela médica infectologista, sanitarista, atuando com IST há 25 anos Sandra Berbert; e pela a bióloga responsável pelo Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Claudia Rodrigues.

A capacitação será online, transmitida pelo Zoom (link: http://bit.ly/3nuKs75), de 14h às 16h, baseada em discussão de casos vivenciados por ambas, para enfatizar as principais dificuldades e questões dentro de Sífilis.

Ao todo, 110 profissionais da saúde serão capacitados, sendo 70% das equipes em tempo real, e o restante, que estiver em atendimento, fará posteriormente. O evento tem coordenação de Maria Angélica Duarte, gestora da APS, e apoio do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS) de Maricá. De acordo com Sandra, às vezes os profissionais da saúde entendem que algumas questões e informações são de domínio público e não precisam ser ditas, o que não é uma verdade absoluta.

“Não podemos chamar de ‘nova epidemia’ porque nunca deixamos de ter casos de Sífilis, nunca tivemos o controle desta doença no Brasil. A situação ainda é bastante grave. A ideia é abordar os exames precoces, pré-natal, tratamento dos parceiros, aproveitar as oportunidades de contato com os jovens, idosos e todas as pessoas sexualmente ativas que não tenham a mesma orientação sobre o uso de preservativos, realização de exames periódicos como meios de prevenção. Queremos chamar atenção para esses aspectos que ainda estão pouco evidenciados juntos aos profissionais de saúde”, pontua a médica infectologista e sanitarista Sandra Berbert.

error: Conteúdo protegido!