Thalita Rebouças volta a encantar Maricá no quinto dia da FLIM


A principal atração desta Quarta-feira, 30, na Festa Literária de Maricá (FLIM) foi a escritora Thalita Rebouças, que voltou novamente para o evento, mesmo estando debilitada.

Ao saber que a autora estaria na cidade, as meninas de Maricá fizeram fila na Praça Orlando de Barros Pimentel (Centro) em frente à tenda Café Literário para garantir um autógrafo, tirar fotos e perguntar algo referente às obras que parecem descrever os dilemas que vivem em seu dia a dia.

Durante o encontro, Thalita Rebouças fez piada, contou casos e falou um pouco de seus 20 anos de profissão, em que escreveu 22 obras das séries “Fala sério” e “Confissões”. Alguns foram levados às telas do cinema, e outros chegarão muito em breve. No currículo da escritora também estão a participação em Bienais, lançamento de livros em Portugal, participação especial como jurada do Soletrando (quadro do programa do apresentador Luciano Huck), roteiro de quadrinhos para uma edição em cores da revista “Luluzinha Teen e sua Turma” e participação como roteirista nos livros lançados com base em suas obras “Fala sério, mãe” e “Tudo por um Pop Star”.

Antes de atender às 150 pessoas presentes em sua palestra, uma a uma, Thalita Rebouças fez questão de deixar uma mensagem: “Não desistam nunca do sonho de vocês. Nós temos mania de estacionar diante dos obstáculos e olha que bacana está acontecendo comigo. A gente tem que cagar para a opinião dos outros. Se você faz com amor e alguém não gosta de você, não é problema seu, mas da pessoa. É libertador quando a gente entende que não precisa de aprovação e do amor das pessoas”, concluiu, admitindo que pretende continuar usando o humor para falar nas entrelinhas de coisas sérias.

error: Conteúdo protegido!