Tráfico implanta toque de recolher como proteção contra bala perdida, dizem moradores do ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Itaipuaçu


LSM – Moradores relataram terem recebido constantes alertas dados por traficantes locais para que não permaneçam nas ruas do condomínio Minha Casa, Minha Vida’ de Itaipuaçu durante o período da noite.

A justificativa dada, é de proteger os moradores de serem atingidos por balas perdidas durante os tiroteios e invasões que podem e acontecem no Conjunto Habitacional.

De acordo com os relatos dos moradores, pessoas ligadas ao tráfico passam pelas ruas dando os alertas.

“Eles passam avisando educadamente. Também tem uma mulher que vem de bicicleta e passa gritando, mas é gente boa. Os malucos não querem nem as crianças na rua, a partir de um determinado horário da noite, por causa de tiro.” Disse um morador, que não quis se identificar.

Segundo eles, ainda não houve nenhuma represelia por parte dos criminosos aos moradores que tem que transitar pelo condomínio na volta do trabalho.

“Tem gente que anda, mas isso fica por conta e risco da pessoa. Vai que nessa, toma um tiro ‘nos córneo’, melhor evitar, né?!” Relatou uma moradora por áudio.

TIROS NO CONDOMÍNIO

Moradores contaram que disparos são escutados com frequência nas proximidades do condomínio.

“Vire e mexe, a gente escuta tiros aqui. As vezes, nem é aqui dentro, é lá nos fundos. O mais recente foi de sábado para domingo teve tiroteio. Os tiros foram durante a madrugada, por volta, de 3… 4 horas” informou um morador.

A Polícia Militar informou que reforçou o policiamento no conjunto habitacional, desde o final do ano passado, com objetivo de coibir o tráfico de drogas e reprimir ações criminosas na região do condomínio.

error: Conteúdo protegido!