Vereador fala sobre a agressão sofrida pelo Jornalista Romário Barros no Hospital de Maricá


Por Pablo Caneco – O Vereador Chiquinho (PP) falou sobre a agressão sofrida pelo jornalista Romário Barros no último sábado, 10, no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro de Maricá.

Chiquinho, o único parlamentar que falou sobre o assunto na sessão, prestou solidariedade ao LSM e repudiou o comportamento do segurança patrimonial do Hospital Municipal Conde Modesto Leal pela agressão física ao repórter Romário Barros.

“- Hoje venho fazer um apelo aos vereadores dessa Casa. Vi nas redes sociais do Romário o que aconteceu com ele no Conde, onde foi agredido por um funcionário. Romário disse que não deu tempo nem de conversar que ele não tinha direito de estar ali. Peço ao Presidente e aos Vereadores dessa Casa que tomem providências. Peço ao Prefeito e à secretária de Saúde que tomem providências, que investigue este caso”, disse Chiquinho.

No último sábado, 10, quando já finalizava um registro fotográfico na área de embarque e desembarque de ambulâncias (após um grave acidente na Barra de Maricá), Romário Barros foi agredido pelo segurança identificado como Bruno. Com bastante truculência, o segurança agrediu Romário com um soco no peito dizendo que ele não poderia estar ali e em tom grosseiro foi o empurrando até a Rua, próximo a base do SAMU. O segurança ainda chegou a rasgar a calça de Romário Barros na tentativa de furtar o seu aparelho celular que estava no bolso com as imagens da reportagem jornalística.

A Secretaria de Saúde de Maricá, Dr. Simone Costa, para o Secretário Geral e de Governo, Renato Machado e para o supervisor da empresa de segurança da Unidade Hospitalar, Marcelo.

A Delegacia de Maricá, onde Romário fez ocorrência, também vai apurar as circunstâncias da agressão.

Veja a fala do Vereador Chiquinho no vídeo abaixo

error: Conteúdo protegido!