Vereador reclama da segurança pública e do transporte de Maricá


O vereador Chiquinho reclamou da Segurança Pública e do Transporte em Maricá na sessão da Câmara Municipal desta quarta-feira, 8. Ele pediu a realização de blitz em todas as entradas e saídas da cidade.

 “As pessoas penduraram faixa no portão pedindo socorro para não assaltarem mais em Araçatiba e Itaipuaçu. Peço que a Secretaria de Segurança para blitz nas entradas da cidade. Em Itaipuaçu todo santo dia tem assalto”.

O presidente da Câmara, Aldair de Linda (PT), salientou que a Segurança Pública é responsabilidade do Governo do Estado.

 “O senhor tem razão com suas colocações, mas não podemos esquecer que a segurança é responsabilidade do Estado. O município contribui com Proeis, mas a obrigação é do Estado e existe um trabalho estratégico colocando as viaturas nas entradas e saídas do município. Vejo muitas viaturas em Itaipuaçu, mas lá é o maior loteamento da América Latina e é difícil ter êxito. Acho que poderíamos nos unir e pedir aos nossos dois deputados estaduais para pedir mais atuação do Estado no município”.

O Vereador Chiquinho cobrou ainda respostas ao Líder de Governo, sobre o transporte e a Educação. No transporte, o Líder do governo,

segundo Chiquinho, apresentou um número mínimo de funcionários e sobre a equipe de manutenção. Chiquinho não ficou satisfeito com a resposta, voltou a tribuna e questionou o líder do governo.

” Cadê o numeral real de funcionários que são mais de 300, porque não falou sobre os altos salários de 15,10,12,7,8 mil reais na EPT.

Não falou também que o povo fica até 4,5 horas por dias na espera de um coletivo da EPT, ninguém me responde. Não dá pra defender o indefensável”, enfatizou Chiquinho.

Na Educação, o Parlamentar do PP cobrou mais uma vez a falta de professores de várias disciplinas em todo o município.

” Quinto mês do ano e nada foi resolvido nas escolas, nem a climatização, a falta de professores, de material uniformes.

Isso é é vergonha. Enquanto a Prefeitura não tomar providências eu não vou me calar e vou cobrar toda semana”, enfatizou Chiquinho.

error: Conteúdo protegido!