25/04/2016 às 14h04min - Atualizada em 26/04/2016 às 10h04min

Feriado prolongado registra assaltos e roubos de veículos em Maricá

20160422_141815 (1024x576)

20160422_141815 (1024x576)

Por Romário Barros- O feriado prolongado entre os dias 21 e 24 de Abril registrou assaltos e roubos de veículos no município de Maricá. No dia 21, quinta-feira, não tiveram registros de ocorrência. Já na sexta-feira, dia 22, foram registrados na Delegacia de Maricá dois assaltos e três roubos de veículos. O proprietário do automóvel roubado, uma Fiat Strada branca placa KQB 1851 RJ, contou que por volta das 10h30 da manhã estava dirigindo seu veículo e quando entrou na Rua 150, esquina com a Avenida Dois, avistou uma van que transportava cigarros da Souza Cruz e uma Fiorino. Dois homens, juntamente com o motorista do van, estavam descarregando a van e colocando maços de cigarro na Fiorino. Um dos criminosos, apontou uma pistola na direção do motorista e exigiu que ele descesse e ajudasse a descarregar a van. Os criminosos fugiram levando o carro da vítima um telefone celular, além da carga de cigarros. Às 3h30 da tarde de sexta-feira, o motorista do veículo Fiat Uno Vivace placa AZW 2946, cor branca, foi abordado por dois criminosos, sendo um deles armado, no estacionamento do Shopping Inoã. Os criminosos ordenaram que o homem saísse do veículo, roubaram o telefone celular e pediram que ele ficasse de frente para a parede. Os criminosos entraram no carro e fugiram. Por volta de 9h30 da noite de sexta-feira, uma motorista foi abordada por dois homens no momento em que chegava em casa na Rua Vinicius Moraes, em Itapeba. Um dos criminosos apontou uma arma para a vítima e invadiram a casa. Os criminosos fizeram uma limpa na residência e fugiram levando eletroeletrônicos e o carro da vítima, um Hyundai HB 20 branca placa KPS 9586. Também na sexta-feira, por volta de 9h30 da noite, uma mulher estava passando pela Rua Ary Spindola, no Flamengo, quando foi abordada por um criminoso armado que saiu de dentro de um automóvel Fiat Palio de cor preta. Segundo a vítima, o assaltante apontou a arma de fogo na direção dela e ordenou que ela entregasse a bolsa e o telefone celular. No início da madrugada de sábado, dia 23, um homem foi assaltado na Rua Abreu Sodré, próximo a ponte da Mumbuca. De acordo com a vítima, ele foi abordado por dois homens numa motocicleta. O carona desceu da motocicleta e com a mão por debaixo da camisa anunciou o assalto, mandando a vítima e os amigos 'passarem tudo'. Os criminosos roubaram celulares e pertences pessoais das vítimas e fugiram. Ainda no sábado, dois assaltos aconteceram, sendo um no Centro e outro em Guaratiba. Por volta das 14 horas, uma mulher foi assaltada por dois homens em uma moto. A vítima contou que uma moto foi em sua direção e parou em sua frente. A vítima viu dois homens de capacete que estavam rindo e achou se tratar de uma brincadeira, mas o carona então anunciou o assalto e levaram a bolsa com documentos e telefone. Cerca de meia horas depois, os criminosos roubaram uma adolescente na Avenida Maysa, na esquina com a Rua 59. A Polícia Militar fez um cerco na região e após perseguição e troca de tiros um dos bandidos foi preso (Perseguição e troca de tiros termina com bandido preso na Região Litorânea de Maricá). No sábado a noite, por volta das 21h40, uma mulher estava a pé na Rua Alcebíades Alves de Matos, no Centro de Maricá, em frente ao antigo prédio do Conselho Tutelar, quando foi abordada por um criminoso armado. O homem roubou o telefone celular da vítima e fugiu de bicicleta no sentido Rua Pereira Neves. Já na madrugada do domingo, por volta de 1 hora da madrugada, dois homens estavam caminhado pela Avenida Prefeito Odenir Silva, em Araçatiba, quando foram abordados por um homem com uma faca em punho que anunciou o assalto. O criminoso roubou telefones celulares e pertences pessoais e fugiu. Neste assalto, o criminoso pediu para que as vítimas não olhassem para ele, sendo que um deles olhou, e antes de fugir o marginal ainda cortou parte da mão da vítima, causando uma pequena lesão. No domingo à noite, por volta das 11 horas da noite, um homem foi roubado na altura do km 15 da RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto), em Inoã. De acordo com a vítima, estava andando às margens da Rodovia quando foi abordado por um criminoso que sacou um revólver e disse: "Passa a carteira". A vítima entregou a carteira e o criminoso fugiu. Através de páginas no facebook, moradores de Itaipuaçu também relataram assaltos durante o feriadão, mas até o começo da tarde desta segunda-feira, dia 25, não foram registradas ocorrências na Delegacia de Maricá. Na Unidade Policial, o Registro de Ocorrência (R.O) é geralmente o documento que formaliza a notitia criminis perante a autoridade policial. A partir de tal documento, pode ser instaurado inquérito policial para apuração criminal – ou investigação - do crime noticiado, mas a população, muitas vezes, não vai à delegacia registrar o ocorrido. O Delegado Dr. Júlio César Mulatinho comentou a respeito do assunto, destacando os motivos que levam as pessoas a não utilizarem a ferramenta. “- Um deles é achar que ao ligar para o 190 a ocorrência fica registrada. Então, na verdade, nós precisamos diferenciar a atuação da Polícia Militar da Polícia Civil. A atuação da primeira é preventiva ostensiva. Ela faz o atendimento das ocorrências de maneira mais rápida. Após esse atendimento, a situação deve ser encaminhada para a delegacia para fazer o Registro Ocorrência, que gera a instauração de um inquérito policial”, explicou. Mulatinho falou da importância do  Registro de Ocorrência para a própria população. “- O cidadão deve fazer valer o seu direito de ter uma segurança pública digna de uma comunidade. Então, é extremamente importante que as pessoas venham registrar qualquer crime, porque isso gera estatística de ocorrência e é baseado nessa estatística que o governo vai fazer o investimento na segurança pública”, finalizou o delegado.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp