14/01/2017 às 09h54min - Atualizada em 14/01/2017 às 09h54min

Hospital Conde Modesto Leal é alvo de fiscalização dos vereadores de Maricá

[gallery link="none" columns="1" size="full" ids="110176"] Os vereadores Filippe Poubel (DEM) e Ricardinho Netuno (PEN) vistoriaram o Hospital Conde Modesto Leal, na tarde de desta sexta-feira, 14, e identificaram diversos problemas na unidade de saúde. Durante vistoria os vereadores constataram que a unidade hospitalar possui sérios problemas de conservação, além da falta de remédios e materiais básicos de higiene. Segundo os Vereadores, as instalações estão deterioradas, equipamentos danificados e banheiros 'contaminados' que obrigam pacientes, familiares e funcionários a compartilharem os que funcionam, são algumas das diversas deficiências da unidade. Os vereadores disseram ainda que os pacientes são obrigados a esperar horas para serem atendidos, além de terem que fornecer muitos dos materiais necessários, desde luvas até o cateter que será implantado no paciente. O vereador Filippe Poubel contou que foi até o hospital, devido a diversas denúncias feitas em seu gabinete. "- Recebi muitas reclamações e fui constatar de perto a realidade e me deparei com cenas deploráveis, onde os pacientes estão sendo largados. Há pacientes que precisam de intervenção cirúrgica, e não conseguem realizar porque o hospital não conta com o material necessário para atendê-los. É um absurdo o que estão fazendo com a população, até papel higiênico os pacientes são obrigados a levar. Não tem material de limpeza para higienização e além da falta de roupa de cama. É um descaso com a nossa população, principalmente diante dos milhões gastos para construir um novo hospital, que não está funcionando e deixar as moscas o único hospital da cidade. Vou cobrar ações do atual governo. Precisamos de mais atenção com nossa população", contou o vereador. Já o vereador Ricardinho Netuno, parabenizou os funcionários do hospital pela vontade de atender a população. "- Parabenizo os funcionários do hospital pelo belo trabalho, mas infelizmente a população está refém de uma grande omissão dos gestores de nossa cidade. É inaceitável faltar o básico dentro de um hospital. Os cidadãos Maricaenses pedindo ajuda para comprar água, papel higiênico, material de limpeza, entre outros. Familiares levando lençol, ventilador para garantir um minimo de conforto, neste momento que por si só, já se torna muito difícil. O que temos de mais valioso é a nossa saúde, não podemos permitir e de forma alguma compactuar com esse descaso com a população." disse. [gallery columns="2" link="file" ids="110172,110173,110174,110175"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp