27/04/2017 às 18h34min - Atualizada em 28/04/2017 às 12h57min

Bandidos de moto fazem arrastão na Estrada de Cassorotiba

IMG_0191 (800x524)

IMG_0191 (800x524)

Por Romário Barros- Bandidos de moto fizeram um arrastão na manhã desta quinta-feira, 27, ao longo da Estrada de Cassorotiba, em Santa Paula. Vários relatos foram feitos nas redes sociais, mas até o final do dia, apenas uma pessoa havia registrado ocorrência policial. Os crimes aconteceram entre 6 e 7 horas da manhã. Uma das vítimas contou em depoimento na Delegacia de Maricá - 82ª DP - que andava pela Estrada quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta, que acredita que ser uma Honda Bross. Um dos bandidos apontou uma arma para o homem e exigiu a entrega de seu aparelho celular e seus pertences. Outra vítima relatou através do facebook que foi assaltada pela segunda vez. "- Parece piada, mas acabei de ser assaltada novamente no ponto de ônibus. Revoltada. Nem sair para trabalhar podemos mais", disse a vítima. Registros de ocorrência O Registro de Ocorrência (R.O.) é um documento oficial utilizado pelos órgãos das Polícias Civil, Federal e Militar, além dos Bombeiros e da Guarda Municipal, para fazer o registro da notícia do crime. Nas Polícias Judiciárias (Polícia Civil e Polícia Federal), o Boletim de Ocorrência é geralmente o documento que formaliza a notitia criminis perante a autoridade policial. A partir de tal documento, pode ser instaurado inquérito policial para apuração criminal – ou investigação - do crime noticiado. Em Maricá não é diferente, mas a população, muitas vezes, não vai à delegacia registrar o ocorrido. O Delegado Titular da Delegacia de Maricá, 82ª DP, Dr. Júlio César Mulatinho comentou a respeito do assunto, destacando os motivos que levam as pessoas a não utilizarem a ferramenta. “Um deles é achar que ao ligar para o 190 a ocorrência fica registrada. Então, na verdade, nós precisamos diferenciar a atuação da Polícia Militar da Polícia Civil. A atuação da primeira é preventiva ostensiva. Ela faz o atendimento das ocorrências de maneira mais rápida. Após esse atendimento, a situação deve ser encaminhada para a delegacia para fazer o registro de Ocorrência, que gera a instauração de um inquérito policial”, explicou. Mulatinho falou da importância do registro do Registro de Ocorrência para a própria população. “O cidadão deve fazer valer o seu direito de ter uma segurança pública digna de uma comunidade. Então, é extremamente importante que as pessoas venham registrar qualquer crime, porque isso gera estatística de ocorrência e é baseado nessa estatística que o governo vai fazer o investimento na segurança pública”. contou. O delegado finalizou dizendo que as vítimas de crimes podem fazer o registro de ocorrência através do site da Polícia Civil: https://dedic.pcivil.rj.gov.br/
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp