19/02/2018 às 17h37min - Atualizada em 19/02/2018 às 17h37min

Abandono de cão em Ponta Negra vira caso policial


Graças ao trabalho da Coordenadoria de Proteção Animal de Maricá, o abandono do cão da raça Bull Terrier foi registrado na 82ª DP na última sexta-feira (16/02), visto que o crime de abandono é previsto na Lei Federal 9605/1998, artigo 32, passível de prisão e multa e também vedado pela lei municipal nº 1958/2001. Após denúncias feitas pelas redes sociais, o cão foi encontrado amarrado em uma árvore, próximo ao canal de Ponta Negra, na quarta-feira de Cinzas (14) pela equipe da Coordenadoria e por protetores. Segundo a coordenadora Milena Costa, o cachorro tem histórico de comportamento difícil e agressividade e assim que foi resgatado foi levado para um lar temporário. A guarda do animal foi devolvida no dia 16 de fevereiro pela coordenadoria ao canil de onde veio. “A criadora do animal havia feito a doação na terça-feira de carnaval (13) e, logo depois, o cão foi abandonado em Ponta Negra. A antiga dona foi encontrada e registrou o boletim de ocorrência. Inclusive, já foi encontrado um suspeito que foi chamado para depor. Quero agradecer as pessoas que denunciaram e também ao empenho da polícia”, destacou. O órgão recomenda que, em caso de a pessoa presenciar uma ação de maus tratos ou abandono, deve fotografar ou anotar as informações (endereço, placa do carro, etc.) e encaminhar ao órgão municipal, localizado na Rua Hilário da Costa nº 100, no bairro Parque Eldorado. A coordenadoria atende também às denúncias recebidas pelo telefone 2637-3926 e pelo WhatsApp 99140-0674 da Ouvidoria Geral da Prefeitura. A coordenadora acrescentou que esse é o segundo caso de abandono de animal somente este ano. “O primeiro foi da cadela que estava amarrada em uma árvore na Barra de Maricá. Sem raça definida, ela será colocada para adoção na próxima feira para animais adultos que será realizada no dia 3 de março”, adiantou Milena. Para a coordenadora, o trabalho tem sido gratificante por ajudar na qualidade de vida dos animais. “Mas é revoltante o abandono de animais. Além de crime, é uma crueldade, pois eles passam frio, fome, podem ser atacados e atropelados. As pessoas precisam ter respeito e mais humanidade”, concluiu.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp