06/03/2019 às 13h48min - Atualizada em 06/03/2019 às 13h48min

Carro com pai e filho que seguiam para Itaipuaçu é alvejado por tiro em tentativa de assalto no Rio


[gallery columns="1" size="full" link="none" ids="189951"] O DIA- Um homem armado fez um refém e realizou disparos, na manhã desta quarta-feira, na Rua Afonso Cavalcanti, na altura da Rua Benedito Hipólito, na Cidade Nova, após uma tentativa de assalto. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) foi chamado para negociar a rendição, e o refém, um morador de rua, conseguiu fugir. Paulo Henrique de Souza, 23 anos, que ameaçava se matar apontando uma pistola 9mm para a cabeça, foi baleado três vezes pelos negociadores, dois dos tiros no peito e perna, para que fosse contido. O criminoso, que segundo a polícia estava sob efeito de drogas, foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro. Ele foi operado e seu estado de saúde é estável.

A ação começou por volta das 8h e a negociação durou 1h30. De acordo com o major Uirá Ferreira, subcomandante do Bope, os policiais que faziam a negociação, não tiveram opção a não ser disparar, seguindo o protocolo, já que o criminoso apontou a arma para atirar contra os negociadores. Familiares de Paulo Henrique estiveram no local.

"O Bope tentou negociar, mas ele não cedia. Em dado momento, o criminoso fez um gesto e apontou a arma e, seguindo o protocolo, atiramos", explicou, dizendo que o homem estava muito alterado e falava que tinha usado "muita droga". O oficial também diz que, antes de tentar roubar carro, ele assaltou um ônibus na Avenida Presidente Vargas. Ele chegou a dar o nome errado para a polícia. 

A ação aconteceu nas imediações do Centro de Integração de Comando e Controle das polícias (CICC), do Centro de Operações da Rio (COR), do Sambódromo e da Prefeitura do Rio. Por conta da ocorrência, a Avenida Presidente Vargas foi interditada próximo do prédio da Cedae, assim como a Benedito Hipólito, a partir da Rua Carmo Neto, sendo liberada mais de quatro horas depois, às 12h16, após o trabalho da perícia. Policiais do batalhão da região, o Corpo de Bombeiros e Samu apoiaram a negociação.

Disparos contra carro em roubo frustrado

O alvo da tentativa de assalto, minutos antes, foi o autônomo Thiago Correia de Lima, de 35 anos. Ele estava passando pela Avenida Presidente Vargas quando foi abordado pelo criminoso, que deu dois tiros contra o veículo, após Thiago conseguir arrancar com o carro. Um dos disparos acertou a porta de trás do carona, onde estava a sogra de Thiago, mas não atravessou toda a lataria. No veículo também estava o filho dele, de 13 anos. Eles iam para Itaipuaçu, Maricá, Região Metropolitana do Rio, onde ficaria o garoto. 

"Estava indo levar meu filho para Itaipuaçu. Levei um susto. Eu podia ter sido mais uma vítima dessa violência. Podia estar morto. Podia ter perdido meu filho, minha sogra", contou Thiago.

Segundo o autônomo, ele nem percebeu o bandido no meio da avenida. "Quem me alertou foi meu filho. Entrei na (Rua) Benedito Hipólito, e havia uma viatura da PM onde pedi socorro", lembrou ele. Thiago contou que, nesse momento, o criminoso passou pelo local correndo, na tentativa de fugir mas, ao avistar a polícia, fez um morador de rua, que dorme na região, refém.

As vítimas da tentativa de roubo foram levadas para a 19ª DP (Tijuca), central de flagrantes da região, para prestarem depoimento sobre o caso. 

[gallery columns="1" size="full" ids="189952" orderby="rand"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp