17/02/2020 às 17h20min - Atualizada em 17/02/2020 às 21h26min

Maricá poderá ter até 21 vereadores na próxima eleição

A Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Maricá retornou do
recesso regimental nesta segunda-feira, 17, com início as 10h50 a sessão teve aproximadamente 40min de duração.

A Sessão, que foi presidida pelo Vereador e Presidente da Câmara, o Vereador Aldair de Linda (PT), iniciou-se com a chamada onde 16 dos 17 vereadores se fizeram presente. O vereador, Bubute (PV) comunicou sua ausência, com a justificativa de compromisso político.

O Presidente da casa, iniciou sua fala dando boas vindas aos vereadores e alertou que por se tratar de um ano eleitoral, não irar permitir que a tribuna seja usada como palco de campanha política. "As sessões ordinárias são para de discutir projetos, falar sobre os trabalhos dos vereadores e votar leis; Não vou permitir que use a tribuna para fazer campanha política. Tem que fazer campanha política como meu avô dizia: 'Tem que se gastar três pares de sapato para ser eleito.' Então não vou permitir, nem situação nem oposição, use a tribuna para isso. Eu vou usar o regimento interno na íntegra e se couber alguma sansão jurídica, eu vou fazer que aconteça." falou Aldair de Linda, pedindo a concordância e colaboração de todos os vereadores.

Ao pleitear a palavra aos vereadores, apenas dois dos dezesseis presentes, se inscreveram para falar, Fabiano Novaes (DEM) e Chiquinho (PP).

Fabiano Novaes falou dentre outras coisas sobre a segurança e a sensação de abandono que os moradores de Ponta Negra têm quando olham para a ponte que foi parcialmente interditada. Segundo o Vereador, a ponte que deveria estar com o transito de veículos pesados interditado, mas é normal você ver essa cena ao longo dos dias. O Vereador, propôs que seja instalado na ponte um limitador de altura, no lugar das manilhas que hoje estão colocadas no meio da ponte como forma de coibir a passagem dos veículos maiores.

Fabiano ainda propôs que seja estudado a possibilidade de mudanças no sentidos de algumas vias de Ponta Negra no carnaval.

Já o Vereador Chiquinho foi a tribuna fazer uma cobrança ao Prefeito e a Secretaria de Saúde a respeito do pagamento dos funcionários da Saúde que recebem pelo TAC, e que está em atraso também da empresa R.A.V. Comercio Serviços e Locações LTDA que presta serviços para a área da saúde em Maricá e que também está com o pagamento dos seus funcionários atrasados. Foi pedido pelo vereador uma regularização imediata dos pagamentos desses funcionários. O Vereador Dr. Felipe Auni que faz preside a comissão de saúde, pediu a palavra e informou que o prazo para a normalização dos pagamentos é até março estarem com tudo em dia.

Chiquinho ainda questionou o Vereador Fabiano Novaes, que é o presidente da Comissão de Segurança do município, a respeito do porque o PROEIS está "proibido" de entrar nos conjuntos habitacionais 'Minha Casa Minha Vida', ao que foi explicado pelo vereador Novaes, que "no contrato do convênio está especificado que o PROEIS serve de apoio ao Policiamento Ostensivo da cidade mas não pode adentrar em comunidades de risco e como em toda a incursão policial tem havido enfrentamento e a recomendação que o secretário Veras tem passado ao PROEIS é que entrem em caso de necessidade, mas que evitem para que não tenha nenhum tipo de problema ou esbarrem no que está escrito no convênio.

O Vereador Chiquinho sugestionou que o poder executivo envie uma emenda para possibilitar, sim a atuação do PROEIS nessas comunidades.

Após o termino da sessão ordinária da Câmara, o presidente da casa conversou com a imprensa que estava no local e frisou alguns pontos sobre o 2020 para a Câmara dos Vereadores. Mais uma vez o Presidente reafirmou o compromisso de não permitir que nenhum dos vereadores utilizem a tribuna como palco de campanha política. Falou também sobre a abertura de concurso público, ainda esse ano, para a Câmara de Vereadores.

Outro ponto tratado como novidade para o ano de 2020 é o início da mudança de local da Câmara Municipal, que segundo ele já está sendo feito um estudo e avaliação pelo Prefeito Fabiano Horta, de um prédio onde acomodaria as novas instalações da Câmara Municipal, e como permuta (troca) o atual prédio da casa de leis será cedido à Prefeitura de Maricá.

Ainda segundo o Presidente da Casa o número de vagas de vereadores de Maricá podem aumentar de 17 para até 21 vereadores, e esse seria um dos principais motivos da troca de acomodações, pois segundo ele o ambiente que estão hoje já é difícil para manter bem acomodado 17 vereadores. Uma reunião será marcada com os vereadores para a decisão de qual será o número exato de vereadores à compor a casa legislativa.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp