07/06/2020 às 18h45min - Atualizada em 08/06/2020 às 09h57min

Festival de pipa é impedido de ser realizado e linhas chilenas são apreendidas em Itaipuaçu

LSM - Um festival de pipas que aconteceria na tarde deste domingo, 7, em Itaipuaçu, foi impedido pela Polícia Militar e pela Secretaria de Ordem Pública (SEOP) de Maricá. Além disso, um homem foi detido na barreira sanitária, da Estrada dos Cajueiros, com três carretéis de linha chilena.

Após receberem denúncias sobre um festival de pipas, que aconteceria neste domingo em Itaipuaçu - nas Ruas 72,73 e 74 - equipes da SEOP e Policiais Militares do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) foram até o local e conseguiram coibir o evento. Na ação, cerca de sete carretéis de linha chilena foram apreendidos.

Por determinação do Secretário de Ordem Pública, o TEN-CEL Júlio César Veras, a fiscalização dos veículos nas barreiras sanitárias do município foi intensificada e na Estrada dos Cajueiros, os agentes da SEOP conseguiram deter um elemento, com três carretéis de linha chilena dentro do carro.

O homem foi detido e as linhas - apreendidas nas duas ocorrências - foram levadas para a Delegacia de Maricá, onde o caso foi registrado.

A ação foi coordenada pelo Secretário de Ordem Pública de Maricá, o TEN-CEL Júlio César Veras.

Linha chilena e cerol causam mortes!

Diversas mortes causadas por linhas chilenas e cerol já foram registradas em Maricá e em todo o Estado do Rio de Janeiro. Por conta das medidas preventivas ao coronavírus, muitos festivais de pipa - com uso dos materiais proibidos - tem sido realizados, colocando em risco a vida de centenas de pessoas.

Soltar pipas com linhas com cerol ou linhas chilenas, que são compostas por quartzo moído e pó de alumínio, é crime, com pena de 2 a 5 anos de prisão e multa. A prática ilegal pode ser denunciada através do Linha verde o Disque-Denúncia do meio ambiente, pelo telefone 2253-1177.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp