21/08/2020 às 18h36min - Atualizada em 22/08/2020 às 19h15min

PL prevê auxílio 'Mumbucão' para protetores de animais em Maricá

LSM - Frequentemente visualizamos notícias de cães e gatos abandonados ou, ainda, pedidos de ajuda de moradores que, voluntariamente, se solidarizam com esses animais e sem qualquer apoio das mais diversas instâncias de governo, acolhem e oferecem cuidados a eles.

Pensando nisso, em sua proposta de mandato participativo, o Vereador Fabiano Novaes (PSD/RJ), ouvindo diversos moradores de Maricá, principalmente protetores de animais, apresentou a Indicação Legislativa n. XX/2020. A PL oferece um valor em moeda Mumbuca, carinhosamente apelidada de 'Mumbucão'.


O Mumbucão, além de fomentar o comércio local de nossa cidade, ajuda aqueles moradores do Município que voluntariamente abrigarem e cuidarem de animais abandonados. Os mesmos deverão passar por um prévio cadastro na Coordenadoria de Proteção Animal.

A iniciativa recebeu apoio tanto dentro do Governo Municipal, que é ciente das dificuldades em garantir cuidados a grande quantidade de animais abandonados, bem como aos protetores de animais, que precisam de algum auxílio.

“Sentimos que essa parcela da população tão engajada à questão animal precisava de ajuda. Sabemos das dificuldades dos protetores de animais, principalmente nesse período de pandemia. Também, a grande vantagem do Mumbucão é que permite a eles definirem as prioridades de gastos, que variam em cada situação e podem ser melhor direcionadas conforme a necessidade de cada caso, para ração, castração, ou outros itens por exemplo”, disse Fabiano Novaes, autor da Indicação Legislativa para o Lei Seca Maricá.

Nathy Antunes, uma das protetoras de animais mais conhecidas na cidade, afirmou ao LSM, que o auxílio será fundamental já que a cidade ainda não tem um abrigo de animais.

''O auxílio vai ser importante porque como não temos abrigo de animais na cidade e precisamos levar todos os animais que resgatamos pra nossa própria residência e muitos desses animais são resgatados em situações onde precisam de acompanhamento veterinário, em muitos casos até cirurgia. Temos gastos com alimentação, custos com clínicas veterinárias, e muitos desses animais acabam não sendo adotados, por esse motivo no momento eu tenho 25 gatos, todos resgatados de rua.
Acho importante importante a ajuda também pelo fato de alimentarmos animais de rua, o custo com ração acaba sendo muito alto pois além de alimentarmos os nossos próprios animais, ainda precisamos garantir a alimentação de vários animaizinhos de rua'' afirmou Nathy.

As fotos dos gatos de Nathy foram enviadas a nossa equipe e se tornou capa da matéria.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp