publicidade 1200x90
30/05/2021 às 19h33min - Atualizada em 31/05/2021 às 09h22min

Maricá: Mãe e filha morrem no mesmo dia, vítimas da covid-19, no Hospital Che Guevara

LSM- Uma professora da rede municipal de ensino de Maricá e a sua mãe, faleceram na manhã deste sábado, 29, vítimas da covid-19. Mãe e filha estavam internadas desde o início da semana no Hospital Municipal Ernesto Che Guevara, em São José.

De acordo com familiares, Janaína, de 46 anos e Márcia Lugath, de 65 anos, deram entrada na Unidade Hospitalar na última terça-feira, 25, aparentemente em bom estado de saúde, apesar de terem os exames positivados para a doença. Ao longo da semana, a família recebeu informações simples relatando melhoras no quadro e na manhã de ontem, foi informada o óbito das duas.

A falta de notícias e detalhes sobre o acompanhamento das pacientes causaram revolta e incerteza aos familiares. “Nós não sabemos o que acontece ali dentro, as informações são muito confusas, ficamos nas mãos das pessoas que trabalham lá pra sabermos qualquer tipo de informação”. Relatou um familiar.  “Um dia recebemos a notícia da melhora e no outro recebemos a notícia do óbito. Sinceramente, a gente não sabe o que acontece ali. Entram falando, lúcidas e voltam dentro de um caixão”. Complementou, a neta e sobrinha das vítimas.

Residente de São Gonçalo, Janaína Lugath era funcionária da Secretaria de Educação de Maricá, onde trabalhava como professora, dando aula nas escolas municipais.

Na tarde desde domingo, a Secretaria postou uma nota de pesar sobre o falecimento da profissional. A nota homenageou a professora “Reconhecida pela sua competência, responsabilidade e profissionalismo, teve uma trajetória consolidada no serviço público, com anos de serviços prestados à Educação” continha na nota publicada nas redes sociais.

Nos comentários da publicação, muitos amigos da professora lamentavam pelo ocorrido e pediam pelo adiamento da volta às aulas presenciais. “Municípios, ainda não é hora de reabrir as escolas, se somente com o administrativo, estamos com todas essas perdas, imagina com a volta de todos.” Postou uma professora.

“Morreu de covid-19 e estava trabalhando presencialmente. Mas, tudo bem pra vocês, o administrativo continuar diariamente dentro da escola não é mesmo? O administrativo ser obrigado a trabalhar presencialmente é absolutamente terrível.” Comentaram duas internautas.

Segundo relatos, o enterro da professora e de sua mãe, aconteceu na tarde deste domingo, no cemitério Parque da Paz, no Pacheco, em São Gonçalo.

A equipe do LSM deixa as condolências à esta e todas outras famílias que perderam os seus entes na luta contra a Covid-19.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp