01/09/2021 às 17h23min - Atualizada em 02/09/2021 às 09h13min

Maricá: Funcionários do Che Guevara denunciam demissão em massa e falta de pagamento após troca de OS

LSM - Após a matéria publicada pelo site do LSM, onde funcionários do Hospital Municipal Ernesto Che Guevara relatavam sobre o medo e a preocupação com o encerramento de seus contratos, os funcionários começaram a ser demitidos já na tarde desta terça-feira, 31, através de ligação telefônica.  

Diversos funcionários entraram em contato com nossa equipe novamente, para noticiar que após o último dia do contrato da antiga empresa que administrava o hospital, a maioria dos funcionários foi demitida e sem aviso prévio.  

A forma da demissão deixou os profissionais inconformados. Além de constrangedor, esse tipo de demissão é ilegal e completamente injusto com os funcionários.  

‘’Após sair no Lei Seca a preocupação dos funcionários em relação ao que ia acontecer, alguns funcionários do hospital começaram a receber ligação já no dia de ontem, informando da demissão. Não recebemos nossos salários, temos dívidas e agora sem emprego o que vamos fazer?’’ Relatou uma funcionária que trabalhava no local e foi demitida. 

Ainda segundo os relatos, a empresa que assumiu o comando do Hospital, O Centro de Excelência em Políticas Públicas (Cepp), informa que a demissão aconteceu, pois na Unidade não há pacientes o suficiente para o número de funcionários que estavam trabalhando no local.  

‘’O que foi passado para os funcionários é que não tem pacientes o suficiente. E muitas demissões estão acontecendo somente após funcionário passar 24 horas em um plantão. Você trabalha um dia inteiro, chega em casa cansado e recebe uma ligação dizendo que não precisam mais de você? Isso é um absurdo!’’ comentou mais uma funcionária.  

O grupo ainda alega que não recebeu o pagamento e cobra um posicionamento do Hospital em relação ao que será feito com a situação desses funcionários. Afinal, estamos falando de profissionais que precisam trabalhar para sustentar suas famílias e que necessitam de respostas urgentes sobre a situação lamentável que se encontram após uma demissão tão repentina.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp