22/03/2019 às 17h03min - Atualizada em 22/03/2019 às 17h03min

Atividades comemoram o Dia Mundial da Água em Maricá

A prefeitura, por meio da Secretaria Cidade Sustentável, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Área de Proteção Ambiental (APA) de Maricá realizaram diversas atividades na Praça Orlando de Barros Pimentel nesta sexta-feira (22/03), Dia Mundial da Água, criado pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Dentre as ações a distribuição de folhetos, conscientização sobre a importância de preservação dos recursos hídricos do município, exposição de animais mortos e conchas encontrados na APA, demonstração da análise da pureza da água, e a doação de 110 mudas de plantas nativas da Mata Atlântica das espécies ipê (branco, amarelo e rosa), pata-de-vaca (branca, rosa e vermelha), acerola, pinha, capim-limão e algodão-da-praia.

Para o secretário da Cidade Sustentável, Hélter Ferreira, é fundamental essa parceria da prefeitura com o Inea e a APA para unirem esforços em prol da preservação dos recursos hídricos da cidade e alertar a população sobre a importância da preservação da água. “Água é vida e como tal é essencial para termos saúde. É necessário investirmos em projetos de reflorestamento das bacias hidrográficas como forma estimular as nossas nascentes”, enfatizou, acrescentando que a secretaria desenvolve um projeto de plantação de 35 mil mudas no bairro Silvado.

A gestora da APA de Maricá, Sheila Rodrigues, destacou a relevância dessas atividades para conscientizar ainda mais à população sobre a constante tarefa do uso consciente da água. “Até por falta de conhecimento e velhos hábitos, verificamos muitas pessoas desperdiçando água em tarefas do cotidiano, como ao tomar banho e escovar dente. Outro problema bem frequente é a falta de manutenção hidráulica nas residências o que pode estar comprometendo um consumo maior”, declarou a gestora.

A moradora de Guaratiba Verônica Ferreira, de 40 anos, considera necessário atividades que estimulem a conscientização dos moradores da cidade sobre o uso consciente da água. “Fico o tempo todo, tentando educar meu filho para ele não deixar o chuveiro e a torneira abertos. Mas, se não for assim, ele não aprende a importância de usar de forma correta, o que é bom para o meio ambiente e também para o meu bolso”, afirmou. Verônica aproveitou para levar uma muda de capim-limão e outra de pinha.

Marcos Vinícius Pinto, de 63 anos, morador de Araçatiba, também elogiou a iniciativa do evento em levar mais informação à população. “Somos uma cidade que sofre por falta d’água então não há nada mais emblemático do que irmos às ruas lembrar os moradores que é importante preservar”, frisou o aposentado que levou uma muda de pé de acerola para plantar no seu quintal. “Tenho diversas plantas lá em casa porque gosto da natureza, de ar puro e sombra. Todo mundo deveria ter planta em casa”, ressaltou.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp