10/10/2013 às 16h03min - Atualizada em 19/01/2021 às 22h51min

Detro faz operação para checar serviço prestado pela Viação 1001

[caption id="attachment_21658" align="alignleft" width="300"]
(Foto :: Arquivo | Lei Seca Maricá)

(Foto :: Arquivo | Lei Seca Maricá)

(Foto :: Arquivo | Lei Seca Maricá)[/caption]

Fiscais do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) estiveram, nesta quarta-feira (09), nos municípios do Rio, Niterói e Macaé, onde realizaram a Operação Tomahawk, para checar os serviços prestados pela Auto Viação 1001 em suas linhas intermunicipais. Esta fiscalização se deu em função de reclamações recebidas pela Ouvidoria do Detro. Ao longo do dia, cinco veículos foram recolhidos à garagem e sete infrações aplicadas.

No início da manhã, os fiscais vistoriaram 30 ônibus no Terminal de Charitas, na Zona Sul de Niterói, e recolheram dois veículos à garagem da empresa, um por falta de CAT e outro por pneu liso. A fiscalização checou também o quadro de horários da empresa nas linhas intermunicipais não detectando irregularidades no cumprimento do mesmo.

A tarde, as equipes estiveram nos terminais João Goulart, em Niterói, e no Castelo, na Capital, onde não encontraram irregularidades na operação da empresa. Já em Macaé, no terminal Parque dos Tubos, três coletivos foram retirados de circulação por má conservação, sendo dois com pneu liso e um por luz de freio inoperante, todos também foram infracionados por estarem sujos. Os fiscais ainda multaram dois coletivos por não manter a higiene.

A Auto Viação 1001, entre janeiro e outubro deste ano, tem 230 registros de reclamação na Ouvidoria do Detro. As principais queixas são que os coletivos não param no ponto, horário irregular, descortesia, direção perigosa e recusa da gratuidade.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp