25/04/2017 às 14h12min - Atualizada em 25/04/2017 às 15h13min

'Vira Lata' será única representante de Maricá em prova tradicional de adestramento no RJ

dd059a9b-f0af-4a38-a88c-7b83620ebcd0

dd059a9b-f0af-4a38-a88c-7b83620ebcd0

A ESCM (Escola de Socialização de Cães Maricá) volta do recesso com uma grande novidade. O projeto que iniciou em nossa cidade há seis meses e é pioneiro no Brasil, usando técnicas de adestramento para socializar cães desenvolvendo uma cultura canina melhor na sociedade, foi convidada a participar de uma prova de BH (cão socializado), que será realizada no Rio de janeiro pelo Clube do Rottweiler. A prova é reconhecida e pela CBKC e pela FCI, que são os órgãos máximos do esporte canino no Brasil e no mundo. Comparando a atividades destes órgãos com o futebol, a CBKC, seria a CBF e a FCI, seria a FIFA. A prova de BH é muito utilizada na Europa como uma ferramenta para impor a posse responsável de cães, pois somente é permitido passear pelas ruas, proprietários que tenham concluídos provas reconhecidas pela FCI com aproveitamento. Todos os cães que participam desta prova devem ser microchipados e todas as informações de identificação assim como saúde e provas realizadas, são lançadas em um sistema que tem acesso através da leitura óptica do microship e em caso de ocorrências de perda, maus tratos e até crimes ou danos praticados pelo cão, a polícia poderá facilmente identificar e localizar os tutores utilizando um leitor óptico. "- É uma honra receber o convite para participar desta prova, pois é uma referência no Rio de Janeiro, onde participam os maiores treinadores em atividade no estado, além de instituições como a PMERJ, que estará participando deste evento com dois cães em modalidade mais complexa. Ele revelou ainda, que o objetivo de fato era promover gincanas em Maricá para difundir a prática e que o projeto, faz uma prova mais simples, mas baseada na prova de BH ao término do curso e que tem uma aluna diplomada pelo projeto", disse Fabiano Novaes, diretor da ESCM. A prova é dividida em duas partes, a primeira é uma sequência de exercícios de adestramento onde o cão deverá executar com guia e depois sem guia e deverá obter pontuação mínima de 70 % dos pontos possíveis. Somente depois de aprovado nesta fase, a dupla poderá realizar a segunda fase, que é um simulado de diversas situações que o cão pode passar durante um passeio na rua e o cão deverá se comportar de maneira equilibrada. "- Vai ser um grande desafio para todos nós da equipe, pois a cadela Kiara há oito meses era agressiva, não recebia carinho de pessoas estranhas, tampouco convivia bem com outros cães, mas que hoje, devido ao empenho da sua tutora, Andressa Nicácio e de toda equipe da ESCM, no dia 6 de maio, poderemos tê-la como representante de Maricá com este evento", acrescentou Novaes. "- Se Kiara, a Pit Boxer e Andressa, sua condutora estão se dedicando nos treinos preparando os últimos ajustes e ao conseguir completar esta prova com sucesso, será uma conquista para todos nós, pois estará coroando o trabalho de um projeto que iniciou tão recentemente e ainda irá colher muitos frutos", finalizou Novaes dizendo que se Concretizando este feito, Kiara se tornará o primeiro cão de Maricá com esta certificação internacional de cão acompanhante ou como é conhecido internacionalmente BH. [gallery columns="2" link="file" ids="118387,118388,118389,118390"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp