24/10/2018 às 15h02min - Atualizada em 25/10/2018 às 14h45min

Falta de recarga no Bilhete Único Universitário gera debate na Câmara de Maricá


O vereador Chiquinho (PP) voltou a cobrar a recarga do Bilhete Único Universitário na manhã desta quarta-feira, 24, durante a sessão da Câmara Municipal. O vereador Chiquinho subiu à tribuna e falou sobre a demora da recarga do Bilhete Único Universitário. “Eu hoje começo minha fala, cobrando mais uma vez o Bilhete Universitário desses jovens ao secretário Jorge Castor. Mais uma vez, venho reclamar. Já vai acabar o ano, daqui a dois meses, já é dezembro. Vai deixar para resolver também em dezembro, que é férias? O presidente da Câmara, vereador Aldair de Linda (PT), esclareceu que o boleto foi pago a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor), porém a mesma não recarregou os cartões. “A prefeitura já fez o parecer com a Fetranspor, sobre o Bilhete Único e a burocracia da Fetranspor é que ainda não carregou os bilhetes. Eu posso até trazer a fatura paga para mostra que já foi pago.” Chiquinho confirmou a afirmação do presidente da Câmara e sugeriu uma solução. “Eu tenho já, a prefeitura pagou mais de R$ 3 milhões, está tudo no meu gabinete. Eu estou achando que é falta de competência do secretário Jorge Castor. A gente não pode aceita, esse tempo todo “a culpa é da Fetranspor, é a Fetranspor”. O ano passado foi assim também. Deixa sugerir uma ideia: esse dinheiro que está sendo gasto para a Fetranspor aluga ou se não, compra um ônibus da prefeitura, igual fez com o vermelhinho. Então compra ônibus, não comprou o vermelhinho? Não está dando certo os vermelhinhos? Eu já falei sobre isso aqui nessa tribuna, que o prefeito compre 10 ônibus e coloque lá em 1 ano.” De acordo com o vereador  Dr. Felipe Auni (PSD), já existe um processo em andamento para a licitação para compra de ônibus, prevista para 2019 licitatório para o ano que vem, ser comprado os ônibus. Porém, a hipótese do cartão é mais flexível ao aluno. “A condição do cartão Bilhete único é muito mais estudantes porque o estudante tem aula até 8 horas da noite e tem que esperar até 10 horas, 11 horas para poder vir.” O líder do governo na Câmara, vereador Fabrício Bittencourt (PTB) disse que seria inviável a possibilidade de um ônibus universitário e frisou que a prefeitura já repassou a pagamento na segunda-feira e sugeriu que fosse feito um documento da Câmara cobrando esclarecimento da Fetranspor. “Acho que nós estamos indo para o caminho errado, os ônibus também eu acho inviável por questões de logística para os universitários. O dinheiro já foi repassado há três dias à Fetranspor e ela não carregou ainda os bilhetes. Então agora, infelizmente nós tivemos que apurar essa situação e fazer a nossa parte, a nossa parte está sendo feita que é do governo municipal e nós como vereadores, temos que cobrar agora do Fetranspor. Nós podemos fazer um documento da Câmara aqui, cobrando também da Fetranspor. Eu acho que é mais viável, porque a parte da prefeitura, está sendo cumprida, o problema é com o órgão do Estado.” O vereador Rony Peterson (PR) também criticou a questão administrativa do Governo do Estado e também rejeitou a ideia da ônibus universitário. “A respeito desse assunto, fica claro é a incompetência administrativa do Governo do Estado, não importa, o estudante tem que estudar, a gente não pode ficar nessa celeuma aqui, esperar acabar o ano e o novo governador entrar para que isso seja solucionado. Minha opinião a respeito de compra de ônibus, eu acho que vai acabar com a flexibilidade do aluno, a melhor alternativa é dar independência ao aluno. O aluno vai sair 8 horas, vai fazer uma prova na faculdade, vai acabar 7h30 e vai ficar até a noite esperando o ônibus. Eu entendo perfeitamente o objetivo do vereador que é cuidar do estudante. O estudante não quer saber, ele não pode ficar sem estudar porque a Fetranspor não repassou, realmente é um absurdo.” O vereador e deputado estadual eleito, Fillipe Poubel (PSL) criticou o jogo de culpa entre a Fetranspor e a Prefeitura e pediu prioridade na confecção do documento feito pelos parlamentares da Câmara na cobrança dessa solução junto à Fetranspor: “Não pode continuar acontecendo e é inadmissível é esse jogo de empurra. A prefeitura, através do secretário Castor joga culpa na Fetranspor, a Fetranspor joga a culpa na Secretaria de Assistência Social. Quando estava a 60 dias sem recarga, a Fetranspor emitiu uma nota dizendo a culpa era da prefeitura e eu trouxe a nota, li essa nota aqui e saiu do LSM. Então fica esse jogo de empurra, já passando 100 dias sem recarga. As pessoas mandam mensagens cobrando e nós, que somos a voz da população, somos cobrando para trazer esse problema para cá. Concordo em fazer um documento ou irmos pessoalmente até a Fetranspor. Vale ressaltar que as pessoas que tem bolsa com financiamento público tem limite de falta. Ela só pode faltar 25% do seu semestre. Uma falta represente 3,5% do percentual que ela pode faltar. Se ela falta 5 vezes na semana, ela está praticamente reprovada e perde o financiamento. É questão de consciência tanta da Fetranspor quando da Secretaria de Assistência Social. Acho que tem que unir os dois e dá uma solução. Então vereadores, vamos assinar esse documento hoje, vamos sair do discurso, vamos todo mundo assinar isso aqui para entregar à fetranspor hoje”. O Bilhete Único Universitário (BUU) é um programa desenvolvido pela Secretária de Assistência Social da Prefeitura de Maricá e atende aproximadamente 2.300 alunos de universidade e de escolas técnicas. Porém desde do mês de junho que o cartão não é recarregado, obrigando os alunos a faltarem aulas e/ou pagarem passagem para estudar. NOTA RIOCARD A RioCard informa que está regular o processo de compra de créditos de transporte pela Prefeitura de Maricá. É importante esclarecer que a liberação das recargas depende do tempo necessário para compensação das transações bancárias e posterior envio das informações relativas às recargas para os validadores do sistema de ônibus de Maricá. Dentro das regras preestabelecidas, o prazo para recarga dos cartões pode levar até 4 dias após a solicitação e pagamento do pedido. [gallery columns="2" size="medium" ids="175218,175219,175220,175221,175222"]
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp