11/03/2019 às 12h00min - Atualizada em 11/03/2019 às 12h01min

Bandidos que balearam o PM Fabiano Velasco, em Inoã, são identificados e presos


[gallery columns="1" size="full" link="none" ids="190350"]   Por Romário Barros- Os criminosos que balearam o Cabo da Polícia Militar, Fabiano Velasco, na madrugada do dia 7 de dezembro do ano passado, em Inoã, foram identificados e presos. Velasco esteve junto a Polícia Civil e identificou os criminosos como sendo Paulo Ricardo Farias de Freitas e Richard Silva Pereira, vulgo “RD”. Os dois já estão presos à disposição da justiça. Richard Silva Pereira, vulgo “RD” foi preso por agentes da 81ª DP (Itaipu). Contra ele, já havia um mandado de prisão em aberto após ser identificado como um dos componentes de uma quadrilha que pratica diversos roubos à residência na Região Oceânica de Niterói e em Itaipuaçu, em Maricá. De acordo com o reconhecimento de vítimas, o homem também foi identificado como autor de assaltos ocorridos no loteamento Itaocaia Valley, em Itaipuaçu.Paulo Ricardo Farias de Freitas foi preso acusado de participação no assassinato de um funcionário da Tv Globo em Itaipuaçu (Produtor da Tv Globo é assassinado a tiros na porta de casa em Itaipuaçu)e de participação em um assalto que terminou com uma idosa morta (Noite de assaltos à residências deixa uma mulher morta em Itaipuaçu).   BALEADO EM TENTATIVA DE ASSALTO O Policial Militar Fabiano Velasco foi baleado na madrugada no dia 7 de dezembro. Ele seguia de carro por Inoã - em sem dia de folga - quando foi surpreendido por dois criminosos, que chegaram em uma motocicleta. Os criminosos anunciaram o assalto e o mandaram encostar. Velasco não obedeceu a ordem de parada e acelerou. Em seguida, um dos elementos efetuou disparos de arma de fogo atingindo o braço direito do Militar. Logo depois, os bandidos fugiram. Já o Militar, mesmo ferido, conseguiu seguir até o módulo de segurança da Prefeitura de Maricá, no Loteamento Vivendas, no entroncamento com a RJ-106 (Rodovia Amaral Peixoto), onde pediu ajuda. Por volta de 2h10 da madrugada, a equipe do DPO de Inoã foi informada que o Militar havia sofrido uma tentativa de assalto e os Militares foram até o módulo. Velasco foi socorrido na própria viatura da PM e levado para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro da Cidade. Ele foi transferido de ambulância para o Complexo Hospitalar de Niterói. Ele ficou internado durante sete dias. Policiais Militares do 7º Batalhão (São Gonçalo) encontraram um moto abandonada na Rua Coronel Camisão, no Mutuá, em São Gonçalo, que pode ser o veículo utilizado no crime contra o Policial. A moto foi levada para o pátio legal. Velasco é morador de Maricá e está atualmente lotado na 4ª DPJM- Delegacia de Polícia Judiciária Militar. Ele também participa do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) da Prefeitura de Maricá.  SEGUNDA VEZ Essa não foi a primeira vez que o Policial foi baleado. Em fevereiro de 2018, ele também havia sido baleado em uma tentativa de assalto no bairro do Caxito (Policial Militar é baleado em tentativa de assalto em Maricá).
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp