23/01/2017 às 15h26min - Atualizada em 23/01/2017 às 15h26min

Mitologia dos índios de Maricá vai representar o Brasil no Festival de Berlim

div

div

AO 67° Festival Internacional de Cinema de Berlim, que terá início em 9 de fevereiro, divulgou a lista de filmes participantes. Neste ano, o Brasil, terá dez produções na lista de candidatos aos Ursos de Ouro e de Prata. Na mostra Geração, o curta-metragem Em busca da terra sem males, de Anna Azevedo é um dos participantes. A produção apresenta o universo das crianças Guaranis, da aldeia Ka´aguy hovy Porã, em Mata Verde Bonita, em Maricá. Na mitologia Guarani, Terra sem males é o lugar onde os índios, enfim, encontram a paz. De acordo com a sinopse do curta, na aldeia, as crianças crescem entre as antigas tradições, como a língua Guarani, e a cultura das grandes cidades contemporâneas, como o rap. A música em questão é ‘Terra vermelha’, cantada parte em guarani, parte em português e gravado pelo grupo indígena de rap Brô MC's, da Aldeia Jaguapirú Bororó em Dourados (MS). Em busca da terra sem males é o primeiro filme de Anna Azevedo focado no público infanto-juvenil. Durante o período de pesquisa, a diretora escreveu um segundo roteiro que aborda os sonhos dos moradores da aldeia. As filmagens aconteceram a 40 quilômetros do centro do Rio de Janeiro, na cidade de Maricá. A aldeia possui cerca de 50 pessoas. O grupo é originário do sul do Brasil, já passou pelo Mato Grosso do Sul, por Angra dos Reis (Sul do Estado do Rio), chegaram ao Rio durante a Eco-92, seguiram para Niterói, onde tiveram a aldeia incendiada, e agora está em Maricá. O terreno, no entanto, apesar de ter sido oferecido aos Guaranis pelo município, é de propriedade de um grupo hoteleiro espanhol que planeja construir um resort no local. Em evidência A escola de samba do Rio de Janeiro, Imperatriz Leopoldinense escolheu falar neste ano sobre a luta dos povos do Xingu - mais de dez etnias, entre o centro-oeste e norte do País e despertou críticas dos ruralistas. Em Mato Grosso do Sul, ao menos duas entidades emitiram notas de repúdio: Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul), e Acrissul (Associação dos criadores de Mato Grosso do Sul).
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp