19/12/2020 às 12h42min - Atualizada em 20/12/2020 às 10h10min

Maricá registra seis homicídios em apenas quatro dias

Foto Ilustrativa

LSM - Os últimos quatro dias foram considerados uns dos mais sangrentos de Maricá. Até o momento, seis assassinatos e uma tentativa de homicídio aconteceram em diferentes bairros da cidade. O aumento dos crimes tem levado pânico aos moradores, que pedem reação e resposta aos acontecidos. Os homicídios aconteceram nos bairros de Itaipuaçu, Gamboa – na Região Central – e São José do Imbassaí.

O primeiro crime aconteceu na noite da última segunda-feira, 14. Segundo relatos, traficantes do condomínio ‘Minha Casa, Minha Vida’ de Itaipuaçu amarraram, espancaram e mataram um morador. O corpo foi deixado em um veículo, que foi queimado minutos depois.

O segundo homicídio aconteceu na noite da última terça-feira, 15, no loteamento Jardim Atlântico em Itaipuaçu. De acordo com informações, Bruno Lopes de Brito, de 30 anos, foi abordado por um criminoso em frente a sua residência - na Rua 44 - que chegou em um veículo Volkwagen Voyage e disparou contra a vítima, que morreu na hora.

O terceiro e o quarto caso aconteceram na madrugada de quarta-feira, 16. Por volta de 1h20, três criminosos encapuzados invadiram casa de um morador e executou a tiros, o filho do proprietário, identificado como Jeferson Silva Ataíde, de 20 anos. Já a 1h40 da manhã, um outro morador – identificado como Stefane Viana Ribeiro, de 31 anos – foi morto dentro da residência, na Rua 184, próximo a Estrada de Itaipuaçu.

No final da noite de quinta-feira, 17, moradores da Gamboa escutaram sons semelhantes a disparos de tiros e pela manhã de sexta-feira, 18, o corpo de Bernado Lima, de 21 anos, foi encontrado boiando na lagoa do bairro.

O sexto homicídio aconteceu durante a tarde deste sexta-feira, em uma das principais vias do bairro de São José do Imbassaí. A vítima foi Wellington Viana – filho do ex-prefeito de Maricá, Uilton Viana – Segundo relatos de testemunhas, por volta das 15h30, Wellington seguia em veículo pela Estrada da Cachoeira quando foi interceptado por dois homens em uma moto, que o abordaram e exigiu que fosse entregue uma mochila. O motorista recusou entregar o pertence e foi alvejado por diversos tiros. Os criminosos fugiram levado a mochila da vítima.

Wellington era sobrinho do vereador Ismael Breve e primo de Thiago Marins – pai e filho – que foram assassinados em agosto do 2019, na Região Litorânea de Maricá.

Todos os crimes estão sendo investigados pela Divisão de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG).

A série de assassinatos foge de uma realidade vivida pelos maricaenses. Assustados e inconformados com o aumento expressivo da criminalidade, a população cobra das autoridades uma resposta. Porém, até o momento, o Comandante da 6ª Companhia de Maricá – Capitão PM Thiago Hilário – o Secretário de Segurança de Maricá – Tenente-Coronel Júlio Veras – e o Delegado Titular da Delegacia de Maricá (82ª DP) – Dr. Julio Cesar Mulatinho – não se pronunciaram.


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp