27/02/2020 às 21h06min - Atualizada em 28/02/2020 às 15h27min

Estudante maricaense lança vaquinha online para participar do NASA Rover Challenge 2020

LSM - A maricaense Vitória Lucas, de apenas 16 anos sonhou alto e quer levar o nome de Maricá para um campeonato da NASA, que acontecerá entre os dias 16 e 18 de abril, no Alabama, Estados Unidos.

Junto com Vitória, há mais alunos de escola pública que formam a equipe B.M.G.I. O time é formado ao todo por nove estudantes, o Líder, Felipe Valeriote, e os membros, Vitoria Lucas, Daniel Marins, Vinicius Donato, Marcus Alexandre, Maycon Quites, Rafaella Knauft e João Felipe, além do estudantes norte americano Andrew Villa e do professor Lourival Zacharias dos Santos.

Os brasileiros competirão com mais de cem equipes, em sua maioria dos Estados Unidos, do Canadá e da Europa, de países como Alemanha, Reino Unido e França. A tarefa dos futuros cientistas é projetar, construir e testar um veículo conhecido como ‘rover’, movido pela força humana, e que é usado pelos astronautas para recolher amostras e se locomover em expedições fora da Terra, além de mantê-los ativos e sem complicações físicas por causa da falta de gravidade.

Na competição, os veículos desenvolvidos pelas equipes circulam por um circuito que simula as condições encontradas em viagens espaciais.

O líder da equipe, Felipe Valeriote, ficou na competição do ano passado, em 13º lugar na competição pela equipe Alpha Brazil Team entre 124 equipes de 25 países e esses ano visa, assim como todos os membros, alcançar uma posição ainda melhor.

O projeto deste ano está sendo desenvolvido por engenheiros e por membros da equipe em parceria com a Universidade Federal Fluminense (UFF), que apoia o projeto. A versão 2020 será sustentável, mais veloz e com alusões às mudanças climáticas e temas afins.

A construção do veículo é inspirada ainda em várias características do Principado de Mônaco e a peça, inclusive, levará o nome do prín- cipe Albert. A homenagem se deve ao fato de o país ter apoiado a equipe na competição do ano passado e continuar com o incentivo em 2020. O apoio foi oferecido por meio da Associação Brazil Monaco Project, da consulesa Luciana de Montigny e da empresa Mônaco Sat.


Infelizmente, os estudantes não possuem a verba necessária para custear locomoção, hospedagem, alimentação e construção do Rover. Por isso, os esforçados estudantes tiveram a ideia de organizar uma vaquinha para arrecadar fundos e conseguir realizar o sonho.

Para conseguir os recursos necessários para a construção do ‘rover’ e custear as despesas da viagem para os Estados Unidos, o grupo busca a ajuda de empresários e comerciantes locais, assim como lançou mão da reciclagem de materiais e até de uma vaquinha virtual (https://www.vakinha.com. br/vaquinha/jovens-na-na- sa).


Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp