publicidade 1200x90
17/04/2016 às 21h31min - Atualizada em 18/04/2016 às 15h29min

Suplente de Deputado Federal, Marcelo Delaroli, é impedido de votar no processo do Impeachment

IMG_4900 (1024x641)

IMG_4900 (1024x641)

O Suplente de Deputado Federal Marcelo Delaroli foi impedido de votar no processo de impeachment da Presidente da República, Dilma Rousseff. Delaroli foi impedido de votar junto aos parlamentares da bancada de oposição por força  da Deputada Clarissa Garotinho (grávida), que se licenciou do cargo eletivo em prazo que impediu a posse dele como primeiro suplente por apenas 01(um) dia. O político, que também é Pré-Candidato a Prefeito de Maricá, está desde o início dos trabalhos aparecendo na transmissão da Tv e já virou um dos assuntos mais comentados das redes sociais do município. Uns estão parabenizando Marcelo por estar no plenário, já outros, em tons de brincadeira, o chamaram de Papagaio de Pirata. "- Lamento que Maricá tenha perdido a oportunidade de ter hoje um representante legitimo na Câmara Federal nesse dia que exige responsabilidade na salvaguarda da soberania nacional, uma vez que o outro deputado eleito pelos maricaenses declinou do exercício do seu mandato para cumprir expediente como secretário municipal na Cidade do Rio de Janeiro, traindo seus eleitores duas vezes", disse Delaroli no facebook. O Deputado Federal Sóstenes dedicou o voto favorável pelo impeachment a Marcelo Delaroli. "- A negociata política impediu que o suplente do meu partido, Marcelo Delaroli, votar aqui hoje. Por você, Marcelo, pelos evangélicos do meu estado, pelos movimentos sociais. Por um país mais altivo, livre da corrupção de todos, Lula e Dilma na cadeira, voto sim ao impeachment.” Disse Sóstenes.
Notícias Relacionadas »
Comentários »
publicidade 1200x90
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp